Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Câmara aprova taxar em 20% compra internacional de até US$ 50

Logo Giro
Valores dos produtos devem aumentar com taxação (Divulgação/Freepik)

Número é bem menor que os 60% cobrados para compras superiores a esse valor. Bolso do consumidor será impactado com decisão da Câmara

Você adora fazer compras na Shein e na AliExpress? Então, prepare o bolso. Na terça-feira, 28 de maio, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que acaba com a isenção de impostos para compras internacionais de até US$ 50 (em torno de R$ 260). As informações são do Portal G1.

Em acordo com o governo federal, foi decidido que será cobrado um imposto de importação no valor de 20% sobre as vendas. O valor é bem menor que os 60% cobrados para compras superiores a esse valor. Hoje, as compras de até US$ 50 pagam apenas ICMS de 17%.

+SIGA os canais de notícias do GIRO no WhatsappTelegram e Linkedin

Câmara: pressão do varejo nacional

A aprovação sofria pressão do varejo nacional. Empresas brasileiras alegam que há concorrência desleal e vantagem tributária para plataformas internacionais. Agora, o projeto vai ao Senado Federal.

Segundo a Secretaria da Receita Federal, se a isenção para compras internacionais de até US$ 50 fosse mantida, haveria uma “perda” potencial” de arrecadação de R$ 34,93 bilhões até 2027.

A medida foi incluída no projeto que cria o Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover), que visa criar incentivos para estimular a indústria de veículos sustentáveis.

Câmara aprova taxar em 20% compra internacional de até US$ 50
(Reprodução/Aplicativo)

Como é a cobrança do imposto hoje?

Desde agosto de 2023, o governo federal isentava as compras internacionais realizadas na internet que custavam até US$ 50. A medida foi implementada por uma portaria publicada em junho pelo Ministério da Fazenda.

De acordo com as regras, as empresas que aderissem ao programa Remessa Conforme, da Receita Federal, e recolhessem o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), estariam isentas da cobrança. O programa do Fisco também estabelecia critérios às empresas do comércio eletrônico, como combate ao contrabando, além do pacote conter a marca e o nome da empresa vendedora, de maneira visível e no campo do remetente.

Com informações do Portal G1.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail