Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

São Paulo decreta estado de emergência para dengue

Logo Giro
Dengue pode causar reinfecção nos enfermos (Divulgação/Governo de SP)

Decisão foi tomada pelo Centro de Operações de Emergências após o Estado registrar mais de 138 mil casos e 31 mortes por dengue

O governo do Estado de São Paulo decretou estado de emergência para a dengue. A decisão foi tomada pelo Centro de Operações de Emergências (COE), grupo que é coordenado pela Secretaria Estadual da Saúde. A medida ocorre após São Paulo atingir 300 casos confirmados da doença para cada grupo de 100 mil habitantes nos últimos dias. O decreto permite que os gestores públicos destinem recursos para combater a doença com maior celeridade e sem necessidade de licitação.

Segundo portaria do governo federal, os incrementos financeiros para emergências deverão ser enviados ao Estado, a partir de agora, para investimento em vigilância em saúde, atenção primária e atenção especializada. Em São Paulo, os recursos serão destinados, prioritariamente, para aquisição de máquinas de nebulização e insumos, contratação de pessoas e ampliação da capacidade da rede.

LEIA TAMBÉM: Dengue em gestantes: 4 vezes mais chances de desenvolver quadros graves

Na manhã desta terça-feira (5), o painel de controle da doença da Secretaria Estadual de Saúde registrava 31 mortes em decorrência da dengue e 138.259 casos confirmados da doença. Além disso, 122 óbitos ainda estão em investigação, ou seja, a causa da morte ainda não foi apontada.

“O monitoramento realizado pelo Estado, desde o ano passado, apontava aumento expressivo no número de casos e a antecipação dos registros em cerca de dois meses. Esse trabalho permitiu que uma série de ações fosse tomada, evitando cenários mais críticos como os enfrentados pelos estados vizinhos”, ressaltou Esper Kallás, diretor do Instituto Butantan, durante reunião do COE.

Segundo Regiane de Paula, coordenadora em saúde da Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD), foi apresentado o Plano de Ação à Emergência em Saúde Pública, que aborda uma sequência de ações diferenciadas e construídas a partir da experiência no enfrentamento das transmissões anuais de dengue.

“O plano foi construído de maneira técnica e seguindo critérios epidemiológicos, sempre se baseando na ciência. Ele nos norteará em ações dos principais eixos envolvidos no controle das arboviroses: vigilâncias epidemiológica, laboratorial e sanitária, controle vetorial, a assistência à saúde, educação/comunicação e mobilização social, para os diversos cenários de transmissão, tanto municipal, quanto regional e estadual”.

Para priorizar a transferência de pacientes na rede estadual, que necessitem de leitos de alta complexidade, a Secretaria de Estado atualizou a orientação para a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), para que todos os pacientes suspeitos para dengue tenham prioridade.

Dengue na Região Oeste de SP

Até o fechamento desta publicação, as 12 cidades que integram a Região Metropolitana Oeste da Grande Paulo somavam 2.715 casos confirmados de dengue.

São Paulo decreta estado de emergência para dengue
Cidades têm realizado ações de combate aos focos de dengue (Fábio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

Osasco é a cidade que soma o maior número de casos confirmados de dengue (1.333), na sequência está Cotia (670) e Cajamar (202), de acordo com os números contabilizados pela Divisão de Dengue, Chikungunya e Zika até a manhã desta terça-feira (5).

Portal “Dengue 100 Dúvidas”

Começou a funcionar no dia 26 de fevereiro, o portal “Dengue 100 Dúvidas”, lançado pelo Governo de SP, por meio da Secretaria de Estado da Saúde. Os cidadãos terão acesso a um serviço que esclarece as principais dúvidas sobre as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, causador da dengue e outras doenças. O site faz parte do conjunto de anúncios realizado pelo Comitê de Operações de Emergências (COE) do Estado de São Paulo.

Estado de São Paulo ultrapassa 104 mil casos confirmados de dengue
Objetivo do portal Dengue 100 Dúvidas é esclarecer a população sobre sintomas e formas de combater os focos do mosquito transmissor (Arquivo/Agência Brasil/Divulgação)

O portal reúne as 100 perguntas mais frequentes sobre a dengue, zika e chikungunya nos buscadores de internet. Além de orientar sobre o combate ao mosquito, a ação ajuda a desmistificar fake news que circulam nas redes sociais. Basta acessar www.dengue100duvidas.sp.gov.br.

Ações casa a casa no combate à dengue

A Defesa Civil do Estado mobilizará as equipes para intensificar a orientação à população e reforçar as ações de combate ao mosquito nas residências. Para os municípios que necessitem de apoio da Defesa Civil ou do Exército para as atividades de campo no dia D, está disponível um e-mail disponível para receber as solicitações: coe@saude.sp.gov.br.

O Estado também entregou para todas as prefeituras a campanha “A água mais mortal pode estar no seu quintal”, um material didático e comunicativo para distribuição à população. Estes informes também serão distribuídos para todas as escolas públicas do estado, tanto municipal, quanto estadual, e podendo ser distribuído também nas escolas particulares.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Oeste Metropolitana de São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

YouTube video

Receba nossas notícias em seu e-mail