Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

PF faz operação contra fraudes na merenda em Osasco, Cotia, Jandira e Itapevi

Logo Giro

A Polícia Federal (PF) realiza, nesta terça-feira (26), a a Operação Cadeia Alimentar II, para apurar irregularidades em procedimentos licitatórios e desvio de verbas relacionados à compra de merenda escolar nas cidades de Osasco, Cotia, Itapevi e Jandira. Ao todo aproximadamente 50 municípios do Estado de São Paulo/SP são investigados.

As irregularidades sob investigação abrangem contratos para fornecimento de alimentação escolar nos municípios de Americana, Barueri, Barretos, Cubatão, Franca, Guarujá, Guarulhos, Iperó, Itapetininga, Jandira, Jarinu, Limeira, Marília, Morro Agudo, Paulínia, Peruíbe, Pirassununga, Porangaba, Rio Claro, São Carlos, São Roque, São Vicente, Sorocaba e Taquaritinga.

Entre os alvos da operação estão empresários, lobistas, servidores e ex-servidores públicos, uma vereadora, ex-prefeitos, secretários e ex-secretários de governo.

Em Osasco são cumpridos um mandado de busca e apreensão, Cotia um mandado de busca e apreensão e uma prisão preventiva, Itapevi um mandado de prisão preventiva e outro de busca e apreensão e Jandira um mandado de busca e apreensão.

As medidas executadas hoje visam coletar elementos que complementem as informações obtidas em colaboração premiada formalizada por dois investigados junto a Polícia Federal e Ministério Público Federal, após terem sido alvos na primeira fase da investigação (Operação Cadeia Alimentar – maio/2018).

Os mandados de buscas estão endereçados à residências, empresas, três prefeituras e uma Câmara dos Vereadores.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crime de organização criminosa (art. 2 da lei 12850/13), fraude à licitações (art. 90 da lei 8666/93), falsidade ideológica, corrupção ativa, prevaricação e corrupção passiva (artigos 299, 317, 319 e 333 do Código Penal) cujas penas, somadas, podem chegar a 28 anos de prisão.

Receba nossas notícias em seu e-mail