Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Empresário acusado de estuprar estudante de Santana de Parnaíba é alvo de 4º mandado de prisão

Logo Giro
Sephanie Cohen, estudante de Medicina que reside na região, acionou a Justiça contra Thiago Brennand (Divulgação/Reprodução Instagram)

A estudante de Medicina Stephanie Cohen revelou ao “Fantástico” que Thiago Brennand cometeu o crime em 2021. Acusado segue vivendo nos Emirados Árabes, onde está desde setembro de 2022

A Justiça de SP decretou na segunda (6) outra prisão preventiva contra o empresário Thiago Brennand. A acusação, dessa vez, é sobre o crime em que ele teria dopado e estuprado, em 2021, a estudante de Medicina Stefanie Cohen, moradora de Santana de Parnaíba. As informações são do portal “G1”.

De acordo com as autoridades, Brennand continua nos Emirados Árabes, para onde se mudou em setembro do ano passado. Enquanto não é preso, o empresário aguarda em liberdade o resultado do seu processo de extradição. Porém, para a Polícia Civil de São Paulo ele é considerado fugitivo da Justiça.

Conforme publicado pela a reportagem do GIRO, Stefanie revelou que conheceu Brennand em um restaurante da capital paulista quando comemorava com as amigas a conquista de um concurso de Miss. Ele a encontrou dois dias depois no Instagram. Saíram para jantar e, no final, Brennand pediu duas caipirinhas. A miss disse que acredita que foi dopada. Em seguida, o empresário a levou para um hotel, onde diz ter sido estuprada pelo empresário. Em seguida, Brennand queria levá-la para sua mansão na cidade de Porto Feliz, interior de SP. Mas a estudante conseguiu escapar inventando uma mentira para o segurança do empresário.

Ainda segundo Stefanie, 15 minutos depois Brennand mandou um vídeo intimo no celular da jovem. A moradora de Santana de Parnaíba ficou dois meses em tratamento psiquiátrico, pensando em suicídio. A miss revelou que tomou coragem de denunciá-lo quando viu a entrevista de Helena Gomes, outra vítima, no programa “Fantástico”, exibido pela TV Globo.

ENTENDA O CASO
No dia 3 de agosto, Thiago Brennand agrediu a modelo e atriz Helena Gomes em uma academia em São Paulo. As câmeras de segurança do espaço gravaram as cenas. O empresário foi denunciado pelo Ministério Público de SP por lesão corporal no dia 4 de setembro.

Porém, horas antes da denúncia, de madrugada, ele viajou para o exterior (Dubai). Uma hora antes de decolagem, Brennand enviou mensagem para Stefanie Cohen, onde pergunta se a estudante deporia a seu favor no processo que sofre por agressão a Helena Gomes.

No dia seguinte, 5, novas denúncias contra o empresário surgiram. Brennand chegou a ser preso pela Interpol em Abu Dhabi, nos Emirados Árabe, no dia 13 de outubro por ser considerado foragido da Justiça. Ele pagou fiança e foi solto.

OUTROS CRIMES
Além dos mandados de prisões preventivas referentes a Stefanie cohen e Helena Gomes, o Tribunal de Justiça já decretou outros dois contra o acusado por crimes cometidos em 2022. Um pela acusação de ter tatuado uma mulher e a sequestrado e mantido em cárcere privado na fazenda dele em Porto Feliz. E outra por ter sido acusado de estuprar uma moça na mesma cidade.

Pesa ainda sobre o empresário a acusação de agredir o filho, quando tinha de cinco a 14 anos de idade. A denúncia foi feita por um ex-funcionário, que trabalhava como motorista para a família. O caso está sendo apurado pelo Ministério Público e é investigado pela polícia. Além disso, Brennand é réu por injúria por ter ofendido um homem na cidade de Porto Feliz.

A defesa de Thiago Brennand sempre alegou que seu cliente se declarava inocente das acusações.

*Com informações do portal “G1”.

Receba nossas notícias em seu e-mail