Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Violência: estudante de Medicina de Santana de Parnaíba denuncia empresário por estupro

Logo Giro
"Ele tirou minhas forças e minha dignidade naquele momento", afirmou Stefanie (Divulgação/Reprodução TV Globo)

“Ele é um completo monstro. Não tem como um ser humano não achar que ele é um monstro. Ele me estuprou e eu consegui escapar”, revelou Stefanie Cohen em entrevista ao Fantástico

No último domingo (16), a estudante de Medicina Stefanie Cohen, moradora de Santana de Parnaíba, concedeu entrevista ao repórter Valmir Salaro, do programa Fantástico, da TV Globo, sobre as mensagens recebidas do empresário Thiago Brennand, acusado de ter agredido uma atriz e empresária numa academia em São Paulo no começo de agosto deste ano.

Brennand foi preso pela Interpol em 13 de outubro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, por ser considerado foragido da Justiça. Ele já havia saído do Brasil no dia 4 de setembro para Dubai e, uma hora antes de decolagem, enviou mensagem para Stefanie, onde pergunta se a estudante deporia a seu favor no processo que sofre por agressão. “Só para dizer que nos relacionamos e que nunca fui um monstro para você”, dizia a mensagem enviada pelo empresário.

“Ele é um completo monstro. Não tem como um ser humano não achar que ele é um monstro. Nós não tivemos relacionamento nenhum. Ele me estuprou, e eu consegui escapar”, disse a moradora de Parnaíba ao jornalista.

Momento aterrorizantes
Stefanie revelou que o conheceu em um restaurante da capital paulista a um ano, quando comemorava com as amigas a conquista de um concurso de Miss. Ele a encontrou dois dias depois no Instagram. “Ele dizia que foi educado na Inglaterra; parecia um lord”, enfatizou ela. Saíram para jantar e, no final, Brennand pediu duas caipirinhas. “Lembro de ficar tonta e de ir ao banheiro. Acredito que fui dopada. Eu não tinha controle das minhas pernas”, conta. Em seguida, o empresário a levou para um hotel. “Foi a pior noite da minha vida. Ele me estuprou e eu pedia não muitas vezes”, diz ela, que acrescentou: “ele tirou minhas forças e minha dignidade naquele momento.”

No dia seguinte, segundo o relato da Miss a Valmir Salaro, o empresário falou mal do corpo da estudante de Medicina, “dizendo que pensava estar saindo com a Miss São Paulo, mas que ela estava mais para Miss Paraíba, como algo degradante”, contou. Brennand queria levá-la para sua mansão localizada na cidade de Porto Feliz, interior de SP, localizada no condomínio de luxo Fazenda Boa Vista, mas a estudante conseguiu escapar inventando uma mentira para o segurança do empresário.

Ainda segundo Stefanie, 15 minutos depois Brennand mandou um vídeo intimo no celular da jovem. “Esse vídeo me calou. A vontade é denunciar, até o momento que você tem um vídeo intimo que mostra o seu rosto”, disse emocionada. Stefanie ficou dois meses em tratamento psiquiátrico, não conseguindo nem segurar um garfo e pensando em suicídio. “Foi extremamente violento. Eu tive coragem de denunciar quando vi a Helena na entrevista com vocês [Fantástico]”, finalizou.

Entenda o caso
No dia 3 de agosto, Thiago Brennand agrediu a modelo e atriz Helena Gomes em uma academia em São Paulo. As câmeras de segurança do espaço gravaram as cenas. O empresário foi denunciado pelo Ministério Público de SP por lesão corporal no dia 4 de setembro.

Porém, horas antes da denúncia, de madrugada, ele viajou para o exterior (Dubai). No dia seguinte, 5, novas denúncias contra o empresário surgiram. Depois de estar fora do Brasil a mais de um mês e considerado foragido da polícia, Brennand foi preso pela Interpol em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Ele pagou fiança e foi solto.

Thiago Brennand está hospedado, segundo a reportagem do Fantástico, em um hotel cuja diária chega a R$ 22 mil. Atualmente, ele aguarda em liberdade a decisão para uma possível extradição. Além disso, virou réu no Brasil pela segunda vez e é alvo de um segundo pedido de prisão.

Receba nossas notícias em seu e-mail