Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

ANEEL aprova redução nas tarifas de energia da Enel SP

Logo Giro
Para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, haverá uma redução de 3,52% (Divulgação)

Novas tarifas entram em vigor nesta quinta-feira (04/07). Bandeira para o mês de julho será amarela.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou nesta terça-feira uma redução média de 2,43% nas tarifas da Enel Distribuição São Paulo. A queda no valor das tarifas passa a vigorar a partir da próxima quinta-feira (04). Para os clientes de baixa tensão, que são os clientes residenciais e pequenos comércios, a redução será de 2,11%. Para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, haverá uma redução de 3,52%.

A redução nas tarifas da Enel SP é explicada, principalmente, pela queda nos custos com os encargos setoriais (-1,32%) e aquisição de energia (-1,06%). A parcela da tarifa que é repassada à distribuidora (chamada parcela B) também caiu (-0,24% em média) e contribuiu diretamente para a redução no valor total das tarifas aos consumidores.

A conta de energia é composta por custos que não estão relacionados apenas aos serviços de distribuição, o que significa que parte dos custos não são gerenciados pela Enel SP, como impostos, encargos setoriais e custos de geração e transmissão de energia, entre outros. As tarifas são definidas pela agência reguladora, a Aneel, com base em leis e regulamentos federais.

“É importante esclarecer que, em uma fatura de energia no valor de R$ 100, somente R$ 22,7 são destinados à Enel Distribuição São Paulo para operação, expansão, manutenção da rede de energia e para remuneração dos investimentos. Os demais itens são custos não gerenciados pela companhia e repassados às empresas de geração, transmissão e aos Governos Estadual e Federal”, explica Hugo Lamin, Diretor de Regulação da Enel Brasil.

Confira no gráfico abaixo como fica a composição da conta de energia da companhia após a aprovação da revisão das tarifas divulgada hoje:

ANEEL aprova redução nas tarifas de energia da Enel SP

Bandeira tarifária amarela em julho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) determinou esta semana que a bandeira para o mês de julho de 2024, será amarela. Isso significa que haverá um acréscimo de R$ 1,88 na conta de luz dos consumidores a cada 100 kWh de energia consumidos neste mês.

Nos últimos 26 meses (de abril de 2022 até junho de 2024), a bandeira tarifária foi verde, ou seja, sem cobrança de custos adicionais nas contas de energia. De acordo com a Aneel, a mudança de bandeira tarifária neste mês de julho ocorreu em razão de condições menos favoráveis para geração de energia no País, o que inclui a previsão de chuvas abaixo da média até o final do ano e a expectativa de crescimento do consumo de energia no mesmo período.

Dicas de economia

A Enel reforça algumas dicas de economia, incluindo dicas voltadas ao período de inverno:

– Tome banhos quentes de forma consciente, ele pode ser um dos maiores vilões do consumo de eletricidade. Opte por usá-lo no modo verão, que consome, em média, 30% a menos.

– Ao usar aquecedores elétricos opte por reduzir a temperatura ao longo do uso e desligue assim que deixar o ambiente.

– Não ligue muitos aparelhos na mesma tomada com o uso de T’s, pois isso pode provocar aquecimento nos fios, causando desperdício de energia e até mesmo acidentes graves;

– Desligue o ventilador e outros aparelhos sempre que deixar de usar o ambiente;

– Na hora de comprar um eletrodoméstico, verifique se ele possui o Selo Procel de Economia de Energia classe A, que são os campeões da economia.

– ⁠Não abra a geladeira com frequência e faça revisões periódicas em geladeiras e freezers com profissionais capacitados, para checar borrachas de isolamento das portas e sensores de temperatura;

– ⁠Dê preferência para lâmpadas LED; elas consomem menos e duram até dez vezes mais.

Investimentos

Desde a aquisição da Eletropaulo, em 2018, a empresa investiu cerca de R$ 8,5 bilhões, em expansão da rede, novas tecnologias, adequação da infraestrutura e novas subestações. Apenas em 2023 foi investido R$ 1,6 bilhão, o segundo maior investimento da série histórica da companhia.

Como resultado, a distribuidora registrou avanços nos índices de qualidade medidos pela ANEEL. Entre 2017 e 2023, a duração média das interrupções de energia (DEC) melhorou 42% e a frequência média de interrupções (FEC) apresentou melhora de 45%. Os dois índices estão, agora, abaixo dos limites estabelecidos pela Aneel.

Este ano, a Enel anunciou investimentos de R$ 6,2 bilhões para o período 2024-2026, para reforçar a resiliência da rede elétrica e enfrentar os crescentes desafios climáticos. O valor previsto corresponde a um aumento na média anual de investimento da distribuidora de R$ 1,4 bilhão para cerca de R$ 2 bilhões.

Sobre a Enel Distribuição São Paulo

A Enel Distribuição SP, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, com cobertura de uma área de 4.526 km², que representa 0,05% do território brasileiro e produz 17% do PIB nacional. A companhia possui cerca de 7,9 milhões de clientes, 29 pontos de atendimento, 162 subestações e 44 mil quilômetros de rede de distribuição aérea e subterrânea. Atuando na distribuição de 10,3% de toda energia distribuída no Brasil.

Imagem: ANEEL

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista

Receba nossas notícias em seu e-mail