Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Vacina da dengue: Região Metropolitana Oeste fica fora da 1ª distribuição

Logo Giro
No total, 16 estados e o Distrito Federal possuem localidades que preenchem os requisitos para recebimento do imunizante (José Cruz/Agência Brasil/Arquivo)

Ministério da Saúde decidiu que 521 cidades receberão as primeiras vacinas. A imunização inicia em fevereiro. Serão 5,2 milhões de doses no ano

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (25) que 521 municípios receberão as primeiras doses da vacina da dengue. A imunização começa no mês de fevereiro e não inclui, neste momento, as cidades da região metropolitana oeste da Grande São Paulo.

As vacinas serão destinadas a regiões com municípios de grande porte, com população residente igual ou maior a 100 mil habitantes, e com registro de alta transmissão da doença nos últimos dez anos; além de cidades com alta transmissão de dengue nos últimos meses. No total, 16 estados e o Distrito Federal possuem localidades que preenchem os requisitos, entre eles São Paulo. Ficaram de fora Rio Grande do Sul, Pará, Mato Grosso, Ceará, entre outros. Veja no mapa (abaixo).

Vacina da dengue: público alvo

Em 2024, o público alvo será composto por crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue, depois de pessoas idosas, grupo para o qual a vacina não foi liberada pela Anvisa. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre cada uma.

Segundo informações da Agência Brasil, no último sábado (20), o Brasil já recebeu a primeira remessa, em torno de 757 mil doses. Outro lote, que inclui mais de 568 mil doses, está prevista para ser entregue em fevereiro. No total, serão 5,2 milhões de doses este ano. Para 2025, a pasta já contratou 9 milhões de doses.

Como a reportagem do GIRO já havia noticiado, a vacina contra a dengue, chamada de Qdenga, não será utilizada em larga escala em um primeiro momento, já que o laboratório fabricante, Takeda, afirmou ter capacidade restrita de fornecimento de doses. Por isso, o foco em público e regiões prioritárias. O imunizante Qdenga tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com indicação para prevenção de dengue causada por qualquer sorotipo do vírus para pessoas de quatro a 60 anos de idade.

Vacina da dengue: Região Metropolitana Oeste fica fora da 1ª distribuição
Estados brasileiros que receberão doses da vacina de combate à dengue (Divulgação/Agência Brasil)

Casos na região

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), 12 cidades da região metropolitana oeste da Grande São Paulo registraram 1.935 casos de dengue de janeiro a dezembro de 2023. Osasco foi o município que apresentou a maioria de registros da doença: 1.150, seguido de Carapicuíba, com 90 casos.

O monitoramento de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, realizado semanalmente pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), aponta que há casos confirmados de dengue em 626 municípios de São Paulo, o equivalente a 97% do Estado de SP. Até 23 de dezembro, foram registrados 318.996 casos e 284 óbitos pela doença.

Para acessar a matéria completa do GIRO sobre o assunto, basta clicar aqui.

Vacina da dengue: Região Metropolitana Oeste fica fora da 1ª distribuição
Itapevi realiza mutirões contra o Aedes Aegypti (Célio Júnior./PMI/Secom Itapevi)

Sobre a doença

A dengue é a arbovirose urbana mais comum nas Américas, principalmente no Brasil. A doença é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas (em algumas situações, pode não haver sintomas).

Nos quadros mais graves, podem surgir manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz e gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes. Segundo o Ministério da Saúde, todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença, porém as pessoas mais velhas e aquelas que possuem doenças crônicas, como diabetes e hipertensão arterial, têm maior risco de evoluir para casos graves e outras complicações, que podem levar à morte.

LEIA MAIS: Governo SP: servidores da ativa devem fazer prova de vida

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail