Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Rodoanel: caminhões com eixo suspenso serão cobrados

Pedágios do Rodoanel vão seguir modelos de implantados em outros rodovias (Uelson Henkell/Jornal Giro)

A medida passará a valer em todos os pedágios no trecho oeste do Rodoanel nas cidades de Osasco, Cotia, Barueri, Carapicuíba e na capital

A partir deste domingo (1º), os pedágios implantados no trecho oeste do Rodoanel Mário Covas, passarão a cobrar tarifa pela totalidade dos eixos, inclusive dos suspensos, de todos os veículos comerciais que circularem carregados. O decreto passa a valer em todos os de pedágio em operação nas cidades de Osasco, Cotia, Barueri, Carapicuíba, Embu e na capital paulista no trecho oeste da via.

Segundo a CCR Rodoanel, concessionária que administra o trecho, a medida segue as diretrizes apontadas na Lei Federal 13.103/2015 e na resolução conjunta SPI/SEMIL 001, de 04 de setembro de 2023. Nas normas, foi estabelecido os requisitos para serem considerados vazios os veículos de transporte de cargas que circularem nas vias terrestres estaduais.

Leia Mais; Em Osasco, Márcio da Lan assume cadeira de vereador

Cobranças ocorrerão nas praças de pedágio Raimundo Pereira de Magalhães; Bandeirantes (ramo F); Bandeirantes (Ramo A); Anhanguera (Ramo F); Anhanguera (Ramo E); Anhanguera (ramo A); Castelo Branco (ramo E); Castello Branco (Ramo A); Padroeira (ramo F); Padroeira (Ramo A); Raposo Tavares (ramo E); Raposo Tavares (ramo A); Osasco (ramo E- Regis Bittencourt).

Como funcionará a cobrança no Rodoanel Oeste

Rodoanel: caminhões com eixo suspenso serão cobrados
Trecho do Rodoanel Oeste em Carapicuíba (Divulgação/CCR RodoAnel)

A verificação ocorrerá de forma automática, pela placa, por meio da utilização das câmeras localizadas nas praças de pedágio.

Ao passar pela pista, a placa é lida pelo sistema que, através da integração com a plataforma da Secretaria da Fazenda Estadual, identifica se existe Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e), que esteja aberto ou não.

Em caso positivo, mesmo que o veículo possua algum eixo suspenso, a cobrança será feita pela totalidade de eixos do veículo, independente se estejam tocando o solo ou não.

Ainda segundo a CCR RodoAnel, para os veículos que utilizam a passagem automática das praças convencionais, no momento da passagem pelo leitor etiqueta eletrônica (tag), o sistema consulta automaticamente a situação da carga e o débito é feito correspondentemente.

“Dessa forma, se faz ainda mais necessário que os transportadores informem corretamente sobre o conteúdo da carga, bem como origem, destino e tipo de produto. Uma vez que o transporte seja finalizado, o responsável pela carga deverá dar baixa no MDF-e para evitar cobranças indevidas. Esse processo não se aplica aos veículos sem cargas ou que não tenham o Manifesto em aberto ficando, estes, isentos da cobrança sobre cada eixo que esteja suspenso”, afirma a concessionária.

A cobrança será feita pela totalidade de eixos do veículo (Divulgação/CCR RodoAnel)
Rodoanel: cobrança será feita pela totalidade de eixos do veículo (Divulgação/CCR)

Leia Mais: Osasco: Rogério Lins deve indicar sucessor no começo de 2024

Mais informações podem ser consultadas nas praças de pedágio e/ou postos de pesagem, podem ser consultadas no Disque CCR Rodoanel no 0800 773 6699, pelo WhatsApp (11) 2664-6140 ou no site da CCR Rodoanel.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 15 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail