Logo Giro

Notícias

Search
Close this search box.
giro

Polícia Civil esclarece homicídio de mulher trans em Santana de Parnaíba

Logo Giro
A cabeleireira era natural de Manaus (AM) e vinha se destacando no Carnaval paulista (Divulgação/Reprodução Redes Sociais) 

A Polícia Civil esclareceu um homicídio ocorrido no fim de fevereiro deste ano, em Santana de Parnaíba. A vítima era a cabeleireira Verônica Martinelly, de 30 anos, que morava na capital há dois anos. Ela havia acabado de ser eleita a 1° Princesa Trans do Carnaval de São Paulo.

As investigações foram coordenadas pela Delegacia de Polícia de Santana de Parnaíba (Demacro). O crime ocorreu no dia 25 de fevereiro, em um sítio localizado no bairro Cururuquara, área rural de Santana de Parnaíba. Ela foi encontrada por frequentadores do local já sem vida. A Polícia Militar foi acionada e constatou diversos ferimentos a faca. A motivação do crime está sendo investigada.

O suspeito é o namorado da vítima. Segundo o portal de notícias “Metrópoles”, Kelvin Barkleu teve a sua prisão temporária decretada e segue foragido da Justiça. A escola de samba da capital, Unidos de Vila Maria, prestou homenagem para Verônica em suas redes sociais.

Ainda de acordo com o “Metrópoles”, a cabeleireira era natural de Manaus (AM). Ela foi sepultada no dia 1º março, no Cemitério Nossa Senhora de Aparecida, zona oeste de Manaus. 

Receba nossas notícias em seu e-mail

Cookie policy
We use our own and third party cookies to allow us to understand how the site is used and to support our marketing campaigns.

Headline

Never Miss A Story

Get our Weekly recap with the latest news, articles and resources.