Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Briga por comissão barra votações em Barueri

Logo Giro
Vereadores discutem sobre as comissões na sessão – Foto: VD/GIRO S/A

A sessão desta terça-feira, 12, na Câmara de Barueri, foi marcada por discussões. As divergências aconteceram após a apresentação do Projeto de Resolução 3/2019, que respondia um recurso apresentado pelo Democratas que pede nova eleição para a escolha dos integrantes da Comissão de Justiça e Redação, que tem como integrantes: Toninho Furlan (PSDB) como presidente; Rafa Gente da Gente (DEM), vice-presidente e Reinaldo Campos (Pode), relator.

Com a briga para compor as comissão, a pauta da sessão desta terça-feira não tinha projetos a serem votados.

Segundo o vereador Rafa Gente da Gente (DEM) o partido ingressou com o recurso pois não concorda com a forma com as escolhas aconteceram. “Esse é um direito do nosso partido. A escolha não aconteceu da forma adequada e não houve diálogo”, explica.

Outro que criticou o Projeto de Resolução foi o vereador Carlinhos do Açougue (DEM) que afirma que a medida não poderia ser feita pela comissão. “Esse projeto tem que ser assinado pela mesa diretora e não pela comissão que não é reconhecida e assinada por dois integrantes da comissão”, ponderou.

Já o vereador Kascata (PSB) revela que a escolha de Toninho Furlan foi imposta. “Houve um empate entre o vereador Rafa e o Toninho. Sugerimos um sorteio. Mas o Toninho disse que tinha o voto do vereador Reinaldo, e assim, ele ficou com a presidência, ou seja, algo imposto a qualquer custo”, garante.

Por outro lado, o vereador Toninho Furlan (PSDB) disse que não tem desejo pelo poder e que a eleição respeitou o regimento da Casa. “A eleição seguiu os trâmites legais. Acredito que se o vereador Rafa tivesse sido eleito eles não estariam questionando, mas, se for preciso e para ajudar o governo, posso deixar a comissão”, finaliza.

Receba nossas notícias em seu e-mail