Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Políticos de Cajamar, Parnaíba e Osasco criticam manifestações que bloquearam rodovias

Logo Giro
Prefeito Danilo Joan, deputada federal Renata Abreu e vereador Silvinho Filho (Divulgação/Redes Sociais)

Prefeito, vereador e deputados se posicionaram de maneira contrária aos atos que têm fechado totalmente as rodovias e prejudicado o abastecimento e funcionamento de serviços públicos

Políticos com forte autuação nas 12 cidades que compõem um consórcio de municípios da região Oeste da Grande São Paulo utilizaram as redes sociais para para criticar as manifestações que têm bloqueado diversas rodovias no estado de São Paulo. Na região, as rodovias Castello Branco, Raposo Tavares e Anhanguera seguem interditadas para o trânsito na noite desta terça-feira (1º).

O prefeito de Cajamar, Danilo Joan (PSD), destacou por meio de suas redes sociais que as manifestações são contra a democracia e que o momento é de respeitar a vontade popular, a democracia, aceitando o resultado das urnas. “As manifestações pelo país são atos contra a democracia e que não respeitam o resultado das urnas. Temos que respeitar a vontade popular”, disse o gestor enfatizando que deseja um país sem ódio. “Agora é cobrar do novo presidente um Brasil melhor. O país que eu quero é do respeito e não do ódio”, finalizou.

A deputada federal reeleita, Renata Abreu (Podemos), também se posicionou contrária ao movimento que tem mantido bloqueios nas rodovias. A parlamentar, que não apoiou nenhum dos candidatos a presidente abertamente no segundo turno, afirmou que o Brasil não aguenta mais esse conflito. “Toda e qualquer oposição deve ser feita de forma democrática. O Brasil não aguenta mais esse conflito. O momento pede união e trabalho pelos brasileiros”, pediu.

A presidente nacional do Podemos ainda enfatizou: “Como representante eleita pelo povo, escolho sempre o caminho da democracia e do respeito às instituições”, completou.

O vereador de Santana de Parnaíba, Silvinho Filho (PSD), também criticou os grupos que têm bloqueado rodovias pelo Brasil. O parlamentar lembrou que impedir o direito de ir e vir de outras pessoas é baderna. “Criar caos em rodovias e impedir o direito de ir e vir de outras pessoas não é lutar por liberdade. O nome disso é baderna”, destacou enfatizando que é necessário respeitar o resultado das urnas. “É mandatório respeitar o resultado das urnas e o estado democrático de direito. Meu total repúdio a essa conduta desastrosa”, disparou.

O deputado estadual reeleito Emidio de Souza (PT), também criticou as manifestações, mas pontuou que o comportamento da Polícia seria outro, caso os manifestantes fossem famílias carentes. “Se um grupo de moradores ou um movimento resolve parar uma rodovia para protestar por uma causa justa, como você acha que a polícia agiria?”, finalizou.

Receba nossas notícias em seu e-mail