Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Pirapora do Bom Jesus: família aguarda corpo de jovem morta

Polícia Civil de Carapicuíba prende homem acusado de matar mulher trans
Vítima foi identificada como Ana Luiza Santos (Divulgação/Redes Sociais)

Ana Luiza Santos, 19, foi encontrada às margens de rodovia. Família da vítima reside no estado de Alagoas, AL. “Uma espera angustiante”

O Instituto Médico Legal (IML) central de São Paulo aguarda documentação para liberar o corpo da alagoana Ana Luiza Santos, de 19 anos, encontrada morta às margens de uma rodovia em Pirapora do Bom Jesus. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (25) pelo portal de notícias G1.

O crime teria ocorrido no dia 4 deste mês, data em que a vítima foi considerada desaparecida. O cadáver da mulher trans, que residia em Carapicuíba, foi encontrado somente no dia 19 de setembro, em estágio de decomposição. A expectativa da família é que o corpo seja levado para o estado de Alagoas, AL.

“Eles exigem a documentação original, que está toda em [no município de] Pão de Açúcar. Diante de tudo o que aconteceu, ainda temos que passar esse tempo todo em uma espera angustiante”, disse Cláudia Santos, avó de Ana Luiza, à reportagem do G1.

Leia Mais: Cajamar: dupla é presa por receptação de carga de R$ 82 mil

Restos mortais foram encaminhados ao IML Central, na capital paulista (Alessandra Haro/Memorial da Resistência)
Restos mortais foram encaminhados ao IML Central, na capital paulista (Alessandra Haro/Memorial da Resistência)

Mesmo que ainda não tenha a confirmação oficial, Cláudia conta que já reconheceu o corpo da neta por meio fotos e vídeos mostrados pela polícia.

“De início eu não queria ir reconhecer porque queria preservar a imagem dela, a lembrança que eu tinha dela. [A polícia] me mostrou vídeos e fotos e reconheci que aquele corpo seria de Luiza”, explicou.

Leia Mais: Carapicuíba: preso acusado de sequestrar e estuprar enteada de 11 anos

Corpo de jovem foi deixado em Pirapora do Bom Jesus

caso mulher trans carapicuíba
Os trabalhos policiais foram realizados por integrantes do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Divulgação/Polícia Civil)

Segundo informações do boletim de ocorrência, o autor do crime relatou à polícia que estava trabalhando como motorista de aplicativo quando resolveu contratar o serviço de uma mulher. Contudo, o indivíduo havia desistido do “programa” ao perceber que Ana Luiza era uma mulher trans.

O motivo da desistência acabou gerando a revolta dela. Ainda conforme o documento, a jovem estaria alcoolizada, entrou em luta corporal com o homem dentro do veículo e sacou um canivete de sua bolsa.

No embate, o suspeito tomou o objeto da vítima e a atingiu com um golpe no pescoço. Por causa do ferimento, o acusado teria ido até um motel em Santana de Parnaíba para enrolar o corpo da vítima em um cobertor e, então, dispensá-lo em Pirapora do Bom Jesus.

Leia Mais: Polícia Civil apreende mais de 180 porções de drogas em Osasco

Mais detalhes do crime ocorrido em Carapicuíba

caso mulher trans assassinada carapicuíba
Autor do crime foi preso no último dia 15 de setembro (Divulgação/Polícia Civil)

Os trabalhos policiais foram realizados por integrantes do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro), por meio do 1º Distrito Policial de Carapicuíba. Durante as investigações, os agentes identificaram e localizaram o criminoso, e o capturaram no último dia 15 de setembro.

Ao ser preso, o homem confessou o crime e informou onde escondeu o corpo da vítima. O cadáver foi encontrado na última terça-feira (19), em estágio avançado de decomposição, às margens de uma rodovia em Pirapora do Bom Jesus.

O detido foi levado ao 1º Distrito Policial, onde passou pelos trâmites da polícia judiciária. Em seguida, foi encaminhado ao cárcere e segue à disposição do Poder Judiciário.

Leia Mais: Suspeito morre em tentativa de assalto a adega em Osasco

Os restos mortais de Ana Luiza dos Santos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) no Hospital das Clínicas, na cidade de São Paulo.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 15 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail