Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Covid-19 mata sete profissionais da saúde em Barueri

Logo Giro
Entre as vítimas são dois médicos, um enfermeiro, dois técnicos em enfermagem e dois motoristas de ambulância. Na segurança um guarda municipal está entre as vítimas (Fotos: Montagem/Reprodução)

A cidade de Barueri confirmou, nesta segunda-feira (11), que sete profissionais da saúde e um da segurança morreram, entre os dias 2 e 9 deste mês, devido a contaminação pelo novo Coronavírus.

Entre as vítimas são dois médicos, um enfermeiro, dois técnicos em enfermagem e dois motoristas de ambulância. Na segurança um guarda municipal está entre as vítimas.

Os mortos são: Valdemir da Conceição Oliveira – motorista de ambulância, falecido em 2 de abril, aos 52 anos; Katia Kohler – médica ginecologista na UBS do Engenho Novo, falecida em 12 de abril, aos 58 anos; Paulo Sérgio Gonzales – médico clínico geral na UBS do Jardim Audir, falecido em 16 de abril, aos 60 anos;

José Gervásio Garcia Neto – técnico de enfermagem na UBS da Aldeia de Barueri, falecido em 24 de abril, aos 64 anos;
Givaldo Soares da Silva – enfermeiro no Pronto-Socorro Central, falecido em 4 de maio, aos 49 anos; Jony Henrique Garcia – motorista de ambulância, falecido em 8 de maio, aos 50 anos; Frederico Sadocco Neto – guarda municipal classe distinta, falecido em 9 de maio, aos 52 anos; Maria de Lourdes da Silva – técnica de enfermagem do Programa de Atendimento Domiciliar – PAD, falecida em 9 de maio, aos 52 anos.

Segundo a Prefeitura, esses profissionais vem atuando na linha de frente do combate à Covid-19, os profissionais de saúde, e também os de segurança, estão mais expostos ao contágio e arriscam suas vidas para cuidar do próximo.

“Barueri tem uma grande infraestrutura em saúde, mas se todos forem infectados ao mesmo tempo não há estrutura que dê conta. Temos essas perdas e temos os profissionais que estão afastados, se tratando. Mais do que aplaudir da janela ou fazer homenagens nas redes sociais, é preciso ficar em casa. Quem puder fique em casa, não saia sem necessidade. Esta é a melhor maneira de contribuir com os profissionais de saúde e com você mesmo, para que lá na frente não lhe falte o atendimento adequado”, afirma o secretário de Saúde, Dionisio Mateus.

Receba nossas notícias em seu e-mail