Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Gratuito: Cotia inicia cadastro para distribuição de absorventes higiênicos

Logo Giro
Cadastro pode ser feito presencialmente no Cras ou forma remota (Divulgação/PMC)

Após a sanção do prefeito de Cotia, Rogério Franco (PSD), ao projeto que instituiu a distribuição de absorventes higiênicos a alunas da rede municipal ou em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura iniciou o cadastro ao Programa ‘Sempre +Livre’. O programa é destinado a estudantes da rede municipal de ensino, com idade a partir de 9 anos, cujas famílias estejam inscritas no CadÚnico e tenham NIS (Número de Inscrição Social). Para se inscrever basta procurar uma unidade do CRAS mais próxima ou acessar o CRAS CREAS On-line, pelo Whatsapp 11 96300-7500 e escolher a opção 16. 

“Este é um programa que devolve a dignidade às mulheres carentes que se veem com as relações de trabalho, sociais e de estudo prejudicadas por não terem condições de comprarem absorvente higiênico. Ainda em 2021, em conversa com o prefeito Rogério Franco, discutimos uma forma de auxiliar as meninas carentes de nossa cidade neste sentido. Ele apresentou um Projeto de Lei na Câmara e, entendendo a importância da matéria, os vereadores aprovaram e o prefeito sancionou. A partir de agora, damos início a este programa que reconhece a importância da mulher na sociedade e que não permite a sua exclusão por nenhum motivo”, disse Mara Franco, titular do Desenvolvimento Social e presidente do Fundo Social.

A secretária também destacou a importância do Conselho Municipal de dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) que deliberou sobre a aquisição dos absorventes com recursos do Fundo Municipal. As inscritas receberão um cartão para retirada de um pacote de absorvente mensal, pelo período de seis meses, o prazo pode ser prorrogado por mais seis.

O programa ‘Sempre +Livre’ nasce como uma política social que também contempla ações e articulações entre órgãos públicos, sociedade civil e a iniciativa privada, que visem ao desenvolvimento do pensamento livre de preconceito, em torno da menstruação; incentivo a palestras e cursos abordando a menstruação e a menarca como um processo natural do corpo feminino; distribuição de materiais explicativos que abordem o tema e, pesquisas para aferição dos lares nos quais as mulheres não têm acesso a absorventes higiênicos.

Receba nossas notícias em seu e-mail