Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

23 celulares são roubados por dia nas cidades da região

Logo Giro
Um dos problemas é não fazer registro do crime – Foto: Marcelo Casal/Giro S/A

Em 2018, 8.610 aparelhos celulares foram roubados nas cidades de Osasco, Barueri, Carapicuíba, Cotia, Santana de Parnaíba, Itapevi e Jandira, conforme levantamento feito pelo reportagem através de boletins de ocorrências registrados em todos os distritos policiais da região. Em média, 23,6 telefones móveis foram roubados por dia ao longo do ano.

Somente em Carapicuíba, 3.133 celulares foram levados por bandidos, uma média de 8,6 assaltos por dia. Cotia registrou 1.647 fatos, 4,5/dia, Osasco 1.564, 4,3/dia, Itapevi 973, 2,7/dia, Barueri 918, 2,5/dia, Jandira 375, 1 por dia, e Santana de Parnaíba 163, com uma média de um telemóvel tomado a cada 2 dias.

Segundo pesquisa de mercado da Opinion Box/Mobile Time, os homens correm mais risco do que mulheres de terem o celular roubado, 56% e 42%, respectivamente. Para Fernando Paiva, editor da Mobile Time, os crimes ocorrem devido a problemas econômicos do país. “Alto índice de desemprego, crise da segurança pública, smartphones a preços proibitivos. Não faltam fatores para explicar o significativo aumento da incidência de roubos”, explica Paiva.

Os números da Opinion Box revelam um dado preocupante, no qual mais da metade dos entrevistados, 52%, não registraram boletim de ocorrência, o que poderia colaborar com a redução de casos envolvendo esse tipo de crime.

Para o pesquisador em segurança pública Fabrício Rabelo, esse comportamento pode estar associado à desconfiança da população. “Por conta da descrença na atuação do sistema repressivo (polícia e poder Judiciário), muitas vítimas não registram o crime, especialmente quando são levados apenas os objetos de valorcomo relógio, celular, dinheiro e joias, entre outros”, explica Rabelo.

Receba nossas notícias em seu e-mail