Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Vereadores marcados com a tarja “reeleição” no site do TSE, nem sempre têm mandatos anteriores

Logo Giro
Site do TSE tem todas as informações sobre candidatos de todo o país (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco e Santana de Parnaíba, sete dos onze municípios que compõem o Cioeste, juntos somam 3147 candidatos a vereador. Desse total, 44 deles aparecem no site divulgacandcontas.tse.jus.br com a palavra “reeleição” em destaque. Mas o que isso realmente significa? Na teoria significa que todos eles deveriam estar concorrendo pela segunda vez, ou mais, à reeleição, mas, na prática, não é bem isso que acontece.

A candidata Elisângela Bragança (Podemos), que disputa uma vaga ao cargo de vereadora na cidade Barueri, por exemplo, aparece como candidata à reeleição, embora nunca tenha sido eleita. Elisângela apenas concorreu em 2008 pelo PTN. Também Regina Salvione (Podemos), aparece com a mesma tarja, mas não apresenta nenhuma outra candidatura na consulta de “eleições anteriores”. Outros nomes como Jose de Melo (Republicanos), Loro (Podemos), Rodrigo Rodrigues (PSC), Silvio Macedo (PSC), Wilson Zuffo (Republicanos), realmente concorrem à reeleição. Barueri conta com 476 candidatos a vereador em 2020.

Em Carapicuíba, onde constam 513 candidaturas à Câmara Municipal, apenas uma pessoa aparece com o termo “reeleição”. É Adão (PSD), que já foi suplente em 2012, vereador em 2016 e que concorre novamente ao cargo.

O mesmo fato ocorre em Cotia, cidade que soma 356 candidatos, e um único nome para reeleição: Eduardo Nascimento (PSB), já eleito vereador em 2016.

Em Itapevi, ao contrário, nenhum dos 317 candidatos aparecem nessa situação. Já Jandira, com 360 candidaturas, 12 delas constam como “reeleição”, embora Cido Cidão não aparecer concorrendo em nenhum outro momento.

Osasco, com 794 candidaturas, e Santana de Parnaíba, com 331, são os municípios com mais nomes listados com essa palavra (“reeleição”). Por Osasco, são eles: Adalberto da Olaria (PTC), Alex da Academia (DEM), Claudio da Locadora (DEM), Daniel Matias (PP), De Paula (PSDB), Didi (PSDB), Fábio Chirinhan (PP), Jair Assaf (DEM) e Luizinho do Dog (PP), que já somam individualmente alguns mandatos, além de Cris Medeiros (PMB) e Flavinho Martins (PP), que, embora constem como veteranas, estão disputando pela primeira vez à uma das vagas. Em Parnaíba, todos realmente concorrem pela segunda vez ou mais: Adalberto Pessoa (PSDB), Alemão da Banca (Avante), Amâncio Neto (PL), Enfermeira Nelci (PL), Gino Mariano (PSDB), Hugo Silva (DEM), Kadu da Farmácia (Republicanos), Luciano Almeida (Republicanos), Nilson Cadeirante (Pode), Sabrina Colela (Avante), Vicentão (PT) e Xerife (Pode).

A reportagem do Giro S/A ainda apurou nesse site que vários candidatos que já ocuparam uma vaga na Câmara não trazem estampada essa tarja nas informações sobre sua candidatura. Até o fechamento desta matéria, o TSE não havia se pronunciado sobre o questionamento. (FALTA ASPAS).

Receba nossas notícias em seu e-mail