Sidebar Menu

Pandemia muda rotina nas Câmaras da região

A Câmara de Osasco também liberou os funcionários com mais de 60 anos

Sessões sem público e acesso restrito. Esta é a nova realidade nas Câmaras Municipais nas cidades da região por prazo indeterminado. Nesta terça-feira, 17, os Legislativos de Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Cotia e Santana de Parnaíba, entre outras cidades, realizaram suas sessões após uma série de medidas com restrições para evitar a propagação do coronavírus nas cidades.

Em Osasco, além da ausência da plateia, alguns vereadores, que se enquadram no grupo considerado de risco da doença, também não compareceram a sessão. "Além de termos alguns vereadores com mais de 65 anos, temos parlamentares que foram transplantados e outros que passaram por cirurgia, então, a presença deles é facultativa", disse vereador Alex da Academia que presidiu a sessão que ainda revelou que a Câmara deixará de realizar duas sessões por semana. "As sessões vão acontecer apenas na terça-feira, mas podemos chamar uma extraordinária se precisar votar algo urgente para a cidade", acrescenta.

O presidente da Câmara de Osasco, Ribamar Silva (PSD), também liberou os funcionários com mais de 60 anos ou com doenças crônicas ou respiratórias. "O momento é de preservar a vida das pessoas. Essa reorganização é necessária para driblar a propagação do vírus de maneira ainda mais agressiva. Não mediremos esforços para evitar que o vírus de propague. Queremos a segurança da população", afirma Ribamar.

Em Barueri, o presidente da Câmara, vereador Fabião (sem partido) além das restrições de acesso ao público, também cancelou todas as sessões solenes que seriam realizadas na cidade, inclusive, o evento em comemoração ao aniversário de 71 anos da cidade. "A situação é preocupante e exige uma medida drástica. Para nós é um prazer receber a população na sede do Poder Legislativo, tanto que muitas vezes nos referimos à Câmara como a Casa do Povo. Porém, diante de uma ameaça tão grande à saúde pública, nos vimos obrigados a fechar as portas temporariamente", explica.

Na Câmara de Cotia, o presidente da Câmara, Dr. Castor (PSD), suspendeu o atendimento ao público. Os contatos devem acontecer por meio do telefone ou através dos e-mails, que estão disponíveis no site. As palestras, sessões solenes e outros eventos foram cancelados por tempo indeterminado. A mesma medida também foi adotada pelo Legislativo de Carapicuíba, que a princípio, decidiu cancelar qualquer tipo de atendimento ao público presencial por sete dias. As sessões também foram realizadas sem público.

Já em Santana de Parnaíba, o presidente Nilson Cadeirante, anunciou que suspendeu as visitações públicas em suas dependências por tempo indeterminado. As atividades junto ao plenário e comissões serão realizadas normalmente, porém o acompanhamento só poderá ser feito pelos cidadãos através das transmissões pela internet.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: