Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Osasco: traficante é preso com mais de mil porções de drogas na Comunidade do Açucará

Logo Giro
As investigações continuam em andamento para a identificação dos demais integrantes da quadrilha (Divulgação/SSP-SP)

Após investigação, policiais abordaram suspeito. Durante a revista em sua residência, os agentes apreenderam 47 porções de skunk; 916 de cocaína; 199 de K2, 278 de crack e caderno de anotações

Equipes da Polícia Civil prenderam um homem, de 25 anos, acusado de armazenar e traficar de drogas em Osasco. O caso ocorreu quarta-feira (7), na Comunidade do Açucará, zona norte do município. Mais de mil poções de narcóticos foram apreendidos na ação.

Os agentes da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes da Seccional Osasco (Dise) estavam em atividades na região, para encontrar e prender o responsável por guardar entorpecentes da facção criminosa “Primeiro Comando da Capital” (PCC). Segundo as investigações, as drogas eram distribuídas em pontos de comércio ilegal na região.

Os investigadores descobriram que uma casa que estaria sendo usada para o armazenamento de entorpecentes. Os policiais avistaram o suspeito entrando e saindo diversas do imóvel com uma bolsa.

O suspeito foi abordado pelos policias e portava ao menos 30 porções de maconha, 30 de cocaína e 30 de skunk. Ao ser questionado sobre a residência, confessou ser responsável pelo abastecimento e armazenamento de narcóticos no local e confirmou a existência de mais drogas guardadas na casa.

Durante a revista do imóvel, os policiais apreenderam, dentro de uma caixa, 47 porções de skunk; 916 de cocaína; 199 de K2 e 278 de crack, além de um caderno com anotações de contabilidade do tráfico e um celular. O indiciado foi detido e encaminhado à delegacia, onde permaneceu à disposição da Justiça.

Foram solicitados exames periciais ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi registrado na Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) da Delegacia Seccional de Osasco. As investigações continuam em andamento para a identificação de outros possíveis integrantes da quadrilha.

Receba nossas notícias em seu e-mail