Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Osasco e região possuem mais 400 mil veículos com licenciamento atrasado

Logo Giro
veículos alphaville giro
Documento concede a autorização para circular com o veículo, em todas as vias públicas brasileiras (Francisco Cepeda/Giro S/A)

Atualmente, os 12 municípios da Região Oeste, juntos, possuem uma frota de 1.507.562 milhões de carros, motos, caminhões e outros veículos

As 12 cidades que integram a Região Oeste da Grande São Paulo 403.457 veículos em circulação de forma irregular, com o licenciamento atrasado. Os dados foram apurados com exclusividade pela reportagem do Giro com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP).

Atualmente, os municípios de Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista possuem uma frota de 1.507.562 milhões de carros, motos, caminhões e outros veículos automotores. Enquanto o Estado de São Paulo tem uma frota total de aproximadamente 28,3 milhões de veículos em circulação.

Segundo o órgão, o documento concede a autorização para circular com o veículo, em todas as vias públicas brasileiras. O registro deve ser feito todos os anos e em caso de inadimplência que pode levar à irregularidade e, consequentemente, ao recebimento de multas.

A taxa de licenciamento anual é de R$ 160,22 em 2024, conforme a divulgação da Coordenação da Administração Tributária do Estado de São Paulo, considerando o valor da Unidade Fiscal do Estado de São Paulo (UFESP), reajustado todos os anos.

Leia Mais: Motorista é preso pela Polícia Rodoviária com veículo furtado

De acordo com o Detran-SP, a não realização do licenciamento de forma regular, gera diversos transtornos, entre eles infração gravíssima, remoção do veículo ao pátio, multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

veículos reinaldo vaz -
Estado de SP tem 28,3 milhões de veículos em circulação (Reinaldo Vaz/Giro S/A)

“Caso o veículo seja apreendido pelo Detran-SP, o cidadão deve pagar todos os débitos, além de taxas e estadia diária nos pátios (pagamento nos bancos conveniados, casas lotéricas ou por PIX), para liberar o veículo”, explicou o departamento estadual à reportagem.

 “Se o veículo tiver sido apreendido por outros órgãos, como CET Capital, PRF, DER, demais órgãos municipais, entre outros, o Detran disponibiliza nesta página como chegar a cada um deles”, ressalta o Detran.

Licenciamento de veículos atrasados: arrecadação nos últimos cinco anos

Ao Giro, o Detran-SP explicou que deixou de receber do licenciamento atrasados, das 12 cidades nos últimos cinco anos, o valor bruto de R$ 55.611.603,85 milhões. O dado compreende os recursos acumulados do documento em atraso até 2023.

Leia Mais: Estado retoma leilões de veículos; saiba quais são os próximos passos

No Estado de São Paulo, o licenciamento anual é realizado de forma 100% digital. Portanto, o motorista não precisa ir mais a uma unidade de atendimento do Detran-SP ou Poupatempo para emissão atualizada do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de porte obrigatório que permite a circulação do veículo no referido ano.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

YouTube video

Receba nossas notícias em seu e-mail