Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

DÍVIDA VAMPETA: escola de Santana de Parnaíba afirma que ex-jogador oculta patrimônio

Logo Giro
Dívida Vampeta: filhas do ex-craque estudaram (Divulgação / Reprodução Redes Sociais)

A instituição alega que ex-jogador cometeu fraude, pois tinha imóveis em seu nome, porém, os bens não são mais seus. Escola destaca que saldos bancários de ex-craque estão acima de R$ 1 milhão

A Escola Castanheiras, localizada no bairro Tamboré, Santana de Parnaíba, tenta receber uma dívida de R$ 294 mil do ex-jogador de futebol Marcos André Batista Santos, 49, conhecido popularmente como Vampeta. A instituição de ensino privada alegou à Justiça de São Paulo que o ex-craque oculta seu patrimônio para não pagar o débito, referente às mensalidades de suas duas filhas. As informações foram publicadas ontem (2) pelo colunista Diego Garcia do “UOL”.

A escola afirma ainda que Vampeta comete fraude, já que possuía imóveis em seu nome e que, agora, os bens não são mais de sua propriedade. Em suas contas bancárias, a Justiça encontrou R$ 3.385,00. A Justiça havia determinado que essa quantia fosse transferida para a escola a fim de abater a dívida.

Vampeta chegou a questionar a decisão, alegando que esse valor teria natureza salarial, fruto de seu trabalho como comentarista em uma emissora de rádio e televisão, sendo sua única fonte de renda e garantia de sua subsistência e de sua família. Assim, o valor é impenhorável e só poderia ocorrer para o pagamento de pensão alimentícia. Mas, a Justiça rejeitou a alegação pois não viu comprovações.

A escola cita ainda uma reportagem televisiva de 2022, quando o ex-jogador demonstrou que, apesar de ter condições financeiras, com comprovantes de saldos bancários acima de R$ 1 milhão, não iria quitar a dívida com o colégio. Na mesma matéria, a ex-mulher de Vampeta, Roberta Soares, afirmou que o débito começou quando Vampeta atrasou a pensão alimentícia por três meses. O ex-jogador rebateu apontando que, se a dívida fosse quitada na época, não teria crescido tanto, já que ele pagou a pensão na ocasião.

Dívida Vampeta- PENHORA DE PREMIAÇÕES

No fim de abril, a Justiça de SP determinou a penhora de todos os troféus e medalhas de Vampeta, como noticiado pelo GIRO. Entre os prêmios estão as medalhas do penta, da Copa América de 1999, do título mundial de clubes de 2000 e dos campeonatos brasileiros de 1998 e 1999. Móveis, utensílios e eletrodomésticos da residência do ex-craque também estão incluídos na penhora.

As filhas do ex-jogador estudaram na escola de Santana de Parnaíba em 2013. A dívida corresponde a valores atualizados até julho de 2022. O processo transitou em julgado, ou seja, o ex-casal não pode mais recorrer; apenas questionar o cálculo da atualização dos valores, assim como a penhora.

O jogador tentou impugnar a sentença em agosto de 2022, alegando que, como não assinou o contrato com a escola, a ação não competia a ele. Para Vampeta, Roberta é a única pessoa responsável pelos pagamentos, tendo firmado a dívida. A Justiça não aceitou o argumento, dizendo que a responsabilidade sobre a manutenção dos filhos no ensino regular é de ambos os pais.

*Com informações da coluna de Diego Garcia, do “UOL”.

Receba nossas notícias em seu e-mail