Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Deputados ingressam com representação contra João Doria por campanha eleitoral antecipada

Logo Giro
Deputados Emidio de Souza e Paulo Fiorilo alegam que evento no Palácio dos Bandeirantes foi transformado em comício eleitoral (Fotos: Alesp)

Os deputados estaduais, Emidio de Souza e Paulo Fiorilo, ambos do PT, ingressaram com representação no Ministério Público Eleitoral contra o ex-governador do estado de SP, João Doria (PSDB). Os petistas alegam que o último evento do então gestor estadual, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado, transformou o anúncio da renúncia em um comício.

“Isso é crime eleitoral, é campanha antecipada. O ex-governador fez isso dentro de um espaço público, usando recursos públicos, o que é vedado pela lei. É uma vergonha usar recursos públicos para agredir adversários”, explicam os parlamentares.

Os deputados destacaram ainda que esperam uma resposta rápida do Ministério Público para impedir o uso da máquina pública. “Espero que a Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral tomem as devidas providências. A lei não permite o uso da máquina e isso é vergonhoso”, finalizaram.

Em 31 de março, o Palácio dos Bandeirantes foi sede do 4º Seminário Municipalista. No evento, que seria para anunciar o envio para a Assembleia Legislativa de São Paulo da revisão do Projeto Lei Complementar nº 760, de 01/08/1994, que contempla a proposta da nova organização territorial do estado, acabou também servindo como despedida governador João Doria, que chegou a ser anunciado como “futuro presidente do Brasil”. 

Receba nossas notícias em seu e-mail