Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Osasco: por dentro dos achados e perdidos das Linhas 8 e 9

Logo Giro
Gabriel Oliveira, líder da Central de Achados e Perdidos da ViaMobilidade (Fotos: João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

O GIRO entrou na Central que armazena milhares de itens esquecidos pelos usuários de trens. Há celulares, carteiras, bicicletas, skates, escadas, malas e muito mais

Sempre movimentada, a Estação de trem de Osasco, localizada na região central da cidade, mantém um local exclusivo para que seus usuários possam encontrar objetos perdidos. Aliás, atire a primeira pedra à pessoa que, em algum momento da vida, não tenha entrado em pânico ao perceber que esqueceu algum objeto importante nos lugares mais inesperados.

A correria do dia a dia e a pressa para não perder algum compromisso formam a tempestade perfeita para que um item de valor acabe sendo deixado para trás. Seja uma carteira, um celular, um guarda-chuva ou até mesmo algo inusitado, como uma dentadura, muitos de nós já vivenciamos a angústia de perder algo. E acredite, milhares desses objetos são esquecidos diariamente nas Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda dos trens metropolitanos de São Paulo.

LEIA TAMBÉM: Linhas 8 e 9: chega a Osasco 5º novo trem da ViaMobilidade

Para aqueles que utilizam as Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, há um sopro de esperança. A Central de Achados e Perdidos da ViaMobilidade tem desempenhado um papel crucial na recuperação de milhares de objetos esquecidos diariamente.

Em entrevista exclusiva concedida ao Jornal GIRO (veja abaixo), Gabriel Oliveira, líder da Central de Achados e Perdidos, compartilhou detalhes sobre o funcionamento desse serviço crucial para organizar, armazenar e devolver os bens perdidos pelos passageiros.

Osasco: por dentro dos achados e perdidos das Linhas 8 e 9
Gabriel Oliveira: “A Central de Achados e Perdidos funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h”
(João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

Quase 1 milhão de passageiros transportados ao dia
Cerca de 1 milhão de passageiros são transportados diariamente por essas linhas operadas pela ViaMobilidade em São Paulo, de acordo com uma pesquisa realizada neste ano. A Linha 9-Esmeralda transporta cerca de 444,1 mil usuários por dia, seguida pela Linha 8-Diamante, que atende a 351,4 mil passageiros diariamente.

Esses trens operam nas cidades da Região Metropolitana de São Paulo que fazem parte do consórcio Cioeste, incluindo Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi e Jandira. Juntas, as Linhas 8 e 9, que em conjunto possuem 40 estações em operação, abrangem uma extensão total de 78,9 quilômetros.

ENTREVISTA

CENTRAL DE ACHADOS E PERDIDOS, EM OSASCO

Gabriel Oliveira, líder da Central de Achados e Perdidos da ViaMobilidade, recebeu a reportagem do GIRO para um bate-papo bem descontraído. A seguir, acompanhe os melhores momentos.

Central de esperança
“A Central não se limita a ser apenas um depósito de objetos perdidos. Ela desempenha um papel fundamental na recuperação e devolução de pertences esquecidos, muitas vezes com um valor sentimental significativo. Todos os objetos encontrados nas estações das Linhas 8 e 9, bem como nas áreas e terminais administrados pela ViaMobilidade, são encaminhados para a Central. Nossa equipe inicia o processo de catalogação e organização, classificando-os por período e categoria.”

Osasco: por dentro dos achados e perdidos das Linhas 8 e 9

Gabriel Oliveira na fachada do atendimento da Central de Achados e Perdidos
(João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

Itens mais esquecidos
“Os objetos mais comumente perdidos incluem guarda-chuvas, cartões bancários, carteiras, óculos e bilhetes de transporte. No entanto, a lista de artigos inusitados é surpreendente (risos).”

Brinquedo erótico, escada de metros, pia de banheiro, porta, dentadura…
“Já recebemos todo tipo de item aqui na Central de Achados e Perdidos: dentaduras, uma porta, pia de banheiro, brinquedo erótico e até mesmo uma escada de 2 metros (risos). Foi entregue uma vara de pescar, uma barraca de praia, um skate longboard, caixas de transporte de animais e um bebê conforto para o transporte de crianças. Aqui na sala de Achados e Perdidos, há muitas mochilas e capacetes que foram deixadas pelos usuários. Peças de vestuário temos de todas as marcas e cores. Também há bicicletas, carrinho de feira, muitos livros, pares de sapatos, sacolas com sapatos novos, brinquedos, bilhetes de transporte e carteiras.”

No 1º semestre deste ano, 499 objetos foram devolvidos aos usuários das Linhas 8 e 9
(João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

Esqueci algo no trem, o que devo fazer?
“Para os passageiros que buscam recuperar seus pertences perdidos, é necessário vir até a Central de Achados e Perdidos, localizada na Estação Osasco. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, exceto feriados.”

Como recuperar o bem perdido?
“O usuário deve fornecer descrições detalhadas do item esquecido. Quanto mais detalhes e características, como a cor do objeto, o local onde foi visto pela última vez e a data em que foi utilizado o transporte público nas linhas 8 e 9, mais rapidamente vamos tentar encontrar. Essas informações são cruciais para tentarmos localizar os objetos no sistema, bem como nas categorias em que cada item está alocado. Também é possível ligar gratuitamente para o 0800 707 106.”

Cresce o número de objetos recuperados
“Os números revelam um aumento notável na recuperação de objetos perdidos. No primeiro semestre de 2022, a central encontrou, nas Linhas 8 e 9, 6.930 itens. Já no mesmo período de 2023, foram encontrados 9.378 objetos, representando um aumento de 35%. Nos primeiros seis meses de 2022, fizemos 198 devoluções. Em 2023, no mesmo período, foram 499 devoluções, ou seja, mais do que o dobro. Posso afirmar que a divulgação do serviço e a conscientização dos passageiros contribuíram significativamente para esse aumento”.

Osasco: por dentro dos achados e perdidos das Linhas 8 e 9
Passageiros têm até 90 dias para procurar objetos esquecidos nas Linhas 8 e 9
(João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

90 dias
“Após o período de 90 dias, a partir da data de registro de entrada na Central, se o usuário não reivindicar o objeto deixado nos trens das Linhas 8 e 9, procedemos com a doação para organizações não governamentais. Documentos não reclamados são devolvidos aos órgãos emissores. No caso de medicamentos, encaminhamos para o setor de meio ambiente. Para garantir a segurança dos dados e informações dos passageiros, celulares e cartões bancários são destruídos, em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais).”

Equipe da Central de Achados e Perdidos da ViaMobilidade
(João Felipe Cândido / Jornal GIRO)

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 15 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail