Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Multivacinação vai até 30/11 em Cotia e demais cidades

Logo Giro
Adesão às vacinas em todo o Estado de SP chega a 60% (Divulgação/Prefeitura de Osasco)

O governo do Estado de SP prorrogou a multivacinação, que previne doenças como poliomielite, sarampo, caxumba, entre outras

O governo do Estado de São Paulo prorrogou a campanha de multivacinação, que terminaria na quarta-feira (15), até o dia 30 de novembro. Até agora já foi verificada a carteira de vacinação de quase 1,5 milhão de menores de 15 anos de idade em todos os 645 municípios paulistas, dentre os quais as 12 cidades da Região Oeste da Grande SP que fazem parte do consórcio Cioeste*.

Desde o lançamento, em 30 de setembro, até o dia 13 de novembro, 856.748 crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos receberam ao menos uma dose das vacinas ofertadas, o que representa adesão de 60% do público-alvo.

Multivacinação vai até 30/11 em Cotia e demais cidades
Osasco é uma das cidades que participam da campanha de multivacinação (Divulgação/Prefeitura de Osasco)

São disponibilizadas vacinas para poliomielite, meningocóccica C conjugada, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), febre amarela, pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças invasivas causadas pelo haemophilus influenzae b), HPV (entre 9 e 14 anos de idade), BCG (tuberculose) e covid-19.

Importância da multivacinação

A vacinação de crianças e adolescentes é crucial por várias razões. Em primeiro lugar, as crianças têm um sistema imunológico em desenvolvimento e, portanto, são mais vulneráveis a certas doenças infecciosas. As vacinas ajudam a fortalecer esse sistema imunológico, proporcionando proteção contra uma variedade de doenças graves.

Multivacinação vai até 30/11 em Cotia e demais cidades
Divulgação/Prefeitura de Osasco

Além disso, a vacinação em massa contribui para a criação de uma imunidade coletiva, fundamental para proteger toda a população. Ao vacinar as crianças, reduzimos a propagação de doenças e diminuímos o risco de surtos. Isso é especialmente importante em ambientes como escolas, onde as crianças têm contato próximo e podem transmitir doenças facilmente.

As vacinas recomendadas pelo Ministério da Saúde são baseadas em evidências científicas e em avaliações constantes de riscos e benefícios. Elas visam prevenir doenças que podem ter impactos significativos na saúde pública, evitando complicações, hospitalizações e até mesmo óbitos.

Para os adultos, a imunização é também fundamental para preservar a saúde individual e contribuir para a saúde pública como um todo. Existem várias razões para isso:

  1. Proteção Pessoal: As vacinas ajudam a prevenir uma série de doenças graves que podem afetar adultos, como influenza, hepatite, pneumonia, tétano, difteria e mais. Ao manter as vacinas atualizadas, os adultos se protegem contra infecções que podem causar complicações sérias e impactar negativamente a qualidade de vida;
  2. Imunidade coletiva: Assim como nas crianças, a vacinação em adultos contribui para a imunidade coletiva. Isso é particularmente importante para proteger aqueles que não podem ser vacinados por razões médicas, como pessoas com certas condições de saúde. Quanto mais pessoas estiverem imunizadas, menor é a chance de um surto de doença;
  3. Prevenção de complicações e hospitalizações: Muitas das doenças preveníveis por vacinas podem levar a complicações sérias que resultam em hospitalizações e custos médicos significativos. A vacinação reduz a incidência dessas doenças, aliviando a carga sobre os sistemas de saúde;
  4. Atualização de imunizações: Algumas vacinas precisam ser reforçadas ao longo do tempo para garantir uma proteção contínua. Manter as vacinas em dia é essencial para garantir que a imunidade seja mantida ao longo da vida;
  5. Viagens internacionais: Para aqueles que viajam para diferentes regiões do Brasil ou para o exterior, a vacinação pode ser necessária para proteger contra doenças endêmicas em determinadas áreas.

LEIA TAMBÉM: Sesi Osasco recebe show de reggae neste sábado, 25/11

Jornalismo regional de qualidade

Há mais de 15 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail