Logo Giro

Notícias

Search
Close this search box.
giro

Cotia: professor que abusou de criança é condenado a 14 anos de prisão

Logo Giro
Fachada do Colégio Sigma, em Cotia (Divulgação/Reprodução-Colégio Sigma)

O crime ocorreu em agosto de 2016 no Colégio Sigma, no bairro Outeiro da Pasárgada. Docente foi acusado de estupro de vulnerável e permanecerá preso em regime fechado

Foi preso na manhã desta segunda-feira (12), em Cotia, o professor de educação física José Pedro de Andrade, condenado por abusar sexualmente de um aluno em colégio particular da cidade. As informações foram noticiadas pelo portal de notícias “R7” e apuradas pela reportagem do Giro.

O crime ocorreu em agosto de 2016 no Colégio Sigma, no bairro Outeiro da Pasárgada. Na época, segundo o processo, uma professora da escola notou um comportamento diferente no filho. No período, o menino tinha 10 anos e estudava na instituição. Ele confessou para sua mãe que Andrade o deixava em uma sala, fechava a porta e praticava os abusos.

De acordo com o “R7”, durante os abusos, o homem encostava as partes íntimas na vítima e pedia que a criança o tocasse. Quando tomou conhecimento da situação, a mãe registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher de Cotia. Durante o caso, o Colégio Sigma demitiu a professora devido às acusações. Posteriormente, a família da vítima se mudou para Portugal.

A criança passou por acompanhamento psicológico durante as investigações. A Polícia comprovou que houve os abusos e o indivíduo foi indiciado por estupro de vulnerável, como previsto no artigo 217 do Código Penal.

Ainda de acordo com o “R7”, na primeira instância, o professor foi absolvido das acusações. No entanto, a defesa da família da criança recorreu e ele foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) expediu o mandado de prisão na última quarta-feira (7).

Nesta segunda-feira (12), José Pedro de Andrade foi capturado por uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) na Escola Estadual Roque Celestino Pires, em Caucaia do Alto, também em Cotia, onde trabalhava como professor de educação física. Andrade foi levado à Delegacia Central de Caucaia do Alto e, posteriormente, encaminhado à Cadeia Pública de Cotia.

A Secretaria Estadual de Educação anunciou também, na tarde desta segunda-feira (12), decidiu encerrar o contrato do professor de educação física, em virtude da condenação.

“A Diretoria de Ensino de Carapicuíba está à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações. O docente terá o contrato extinto. Cabe esclarecer que no ato da contratação a investigação corria sob segredo de justiça não sendo possível a DE saber a natureza”, afirmou a pasta por meio de nota divulgada à imprensa.

Receba nossas notícias em seu e-mail

Cookie policy
We use our own and third party cookies to allow us to understand how the site is used and to support our marketing campaigns.

Headline

Never Miss A Story

Get our Weekly recap with the latest news, articles and resources.