Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Santana de Parnaíba: ex-jogador Vampeta tem contas bancárias bloqueadas por não pagar escola das filhas

Logo Giro
Vampeta é comentarista esportivo da Jovem Pan e pode ter seu salário destinado ao pagamento das dívidas (Divulgação/Reprodução Facebook)

O ídolo do Corinthians e ex-presidente do Grêmio Osasco Audax, deve cerca de R$ 294 mil para a Escola Castanheiras, localizada em Santana de Parnaíba, no bairro Alphaville

O ex-jogador de futebol Marcos André Batista Santos, 48, mais conhecido como Vampeta, teve suas contas bancárias bloqueadas por determinação judicial em razão de uma dívida com a Escola Castanheiras, localizada em Santana do Parnaíba, no bairro Alphaville, na qual suas filhas estudavam em 2013. O ídolo do Corinthians e ex-presidente do Grêmio Osasco Audax, deve cerca de R$ 294 mil para a escola, de acordo com o processo judicial aberto pelo colégio em 2015. O valor total corresponde a mensalidades, custas processuais, correção monetária e juros.

Vampeta e Roberta Soares, sua ex-mulher, foram condenados a pagar a dívida e o processo já transitou em julgado. Ou seja, eles não podem recorrer, somente questionar o valor pedido pela escola. Apesar disso, o ex-jogador tentou impugnar a decisão após o trânsito em julgado argumentando que ele não assinou o contrato com a escola e que, portanto, a ação foi distribuída erroneamente contra ele. De acordo com Vampeta, sua ex-mulher era a única pessoa responsável pelos pagamentos.

“Foi analisada a legitimidade passiva do aqui executado, afastando a referida preliminar, reconhecendo-se a responsabilidade de ambos os genitores pelo pagamento das mensalidades. O executado não recorreu de tal decisão que transitou em julgado, sendo impertinente e incabível a reabertura de tal discussão. Operou-se a coisa julgada material, não havendo nulidade alguma a ser reconhecida”, escreveu a juíza Renata Bittencourt Couto da Costa na decisão publicada em 30 de março deste ano.

Em 3 de agosto, a juíza deferiu o bloqueio dos valores que foram identificados em contas. A ex- mulher do jogador também é cobrada na ação movida pela instituição de ensino. Segundo a defesa da mãe das jovens, a mensalidade não foi paga porque Vampeta não pagou a pensão devida às filhas.

Ação na Justiça cobra R$ 495 mil em pensão para as filhas
Uma ação que corre pela 5ª Vara Cível de Barueri, na Grande São Paulo, pede cerca de R$ 495 mil em dívidas alimentícias para duas filhas do ex-jogador. O caso começou em dezembro de 2018, quando três pagamentos não foram feitos. Atualmente, as jovens têm 19 e 21 anos.

O desdobramento do processo ocorreu durante a pandemia, período em que prisões para devedores de pensões alimentícias foram suspensas pela Justiça. Como “conversão” da eventual prisão, a defesa das filhas pediu a penhora de um imóvel.

Em julho deste ano, o ex-atleta ofereceu como pagamento da dívida um apartamento avaliado em R$ 650 mil. No entanto, o apartamento é ocupado por outra ex-mulher de Vampeta e, por isso, a proposta não foi aceita.

A defesa das jovens pediu, então, à Justiça, que seja encaminhado um ofício à rádio Jovem Pan, em São Paulo, onde o ex-jogador trabalha, para que seja determinado o depósito do salário de Vampeta até o limite de R$ 495.646,99.

*Com informações do portal “G1”

Receba nossas notícias em seu e-mail