Sidebar Menu

Coronavírus: prefeitos calculam perda de 30% na receita deste ano

Integrantes do Cioeste se reúnem para estabelecer protocolos contra o Covid-19

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já está causando impacto financeiro em diversos países pelo mundo. Na região, os prefeitos calculam que a crise provocada pelo vírus causará perdas que podem chegar a 30% do orçamento previsto para este ano.

A informação foi passada pelos chefes dos executivos, nesta quarta-feira, 18, durante reunião no Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana) que teve a participação dos prefeitos - Elvis Cesar (Parnaíba e presidente do Cioeste), Marcos Neves (Carapicuíba) e Paulo Barufi (Jandira). "Trabalhamos com um cálculo de perda de 20 a 30% que será sentido mais para frente. A economia parará. Além disso, estamos preocupados com quem não tem emprego e pode ficar sem produtos", disseram os prefeitos que descartam o fechamento dos comércios. "As medidas restritivas adotadas devem estancar o avanço do vírus, vamos precisar aguardar os próximos dias", revelam.

Os prefeitos também informaram que a reunião teve por finalidade uniformizar os protocolos de ações das Prefeituras da região e que os chefes dos executivos que não estiveram presentes foram consultados participaram do acordo via telefone. "Estamos uniformizando as ações e trabalhando muito para enfrentar esses vírus. Vale ressaltar que as cidades estão em estado de emergência, pois é muito sério e preocupante. Espero que toda a população da região tenha adesão ao protocolo de recomendação de evitar aglomeração", disse o presidente do Cioeste, Elvis Cezar.

Elvis acrescentou que o encontro serviu para trocar informações. "Estamos trocando experiência das ações nas nossas cidades. Além disso, estamos ampliando nossas unidades de saúde e preparando os locais para atender um número maior de internações", completa.

O prefeito também anunciou que também será feita uma ata para a realização de testes e contratação de leitos de UTI. "Queremos acelerar a contratação de leitos e realização de testes para detectar os infectados com o novo coronavírus para todas as cidades da região. Mas, vale lembrar que as cidades estão preparando pontos de apoio com unidades destinadas para atender os pacientes. Marcos Neves está preparando uma escola e o Paulo Barufi vai ampliar os leitos de uma UBS que seria inaugurada", revelou.

Durante a entrevista, Barufi, Neves e Elvis Cezar acreditam que não será necessário fechar os comércios da região. "Temos uma grande preocupação com os comerciantes. Já houve a decisão de suspender as feiras livres. Também fizemos o fechamento das escolas e das atividades culturais. Então, vamos com cautela para não causar pânico", finalizaram os prefeitos.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: