Destaque 

Lapas ganha tempo para se salvar nas contas

Lapas ganha tempo para se salvar nas contas
Lapas } Ex-prefeito não investiu o previsto em educação, diz TCE

Os vereadores de Osasco adiaram na quinta (29) a análise das contas do ex-prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PDT), sobre o ano de 2013. Durante a sessão, o presidente Lindoso (PSDB) pediu a palavra e afirmou que o processo seria retirado da pauta. "Vamos abrir um prazo de mais 15 dias para que ele possa defender", afirmou, levando a irritação de alguns parlamentares.


O Tribunal de Contas do Estado (TCE) recomendou a rejeição das contas, pelo pedetista não ter alcançado os gastos obrigatórios na educação. Para reverter a decisão, Lapas precisava de 14 votos. "Não houve dolo, o ex -prefeito empregou o dinheiro, mas o Tribunal tem dois pesos e duas medidas e afirmou que o programa Recreio nas Férias e que o desfile 7 de Setembro não são educação", defendeu a vereadora Régia (PDT).


O ex-prefeito dependeria de que eleitos ao lado do prefeito Rogério Lins (Pode) votem a seu favor. "Eles podem argumentar, mas quem é preparado para fazer esse julgamento é o Tribunal de Contas, que é imparcial", disse o líder Ribamar Silva (PRP), que negou que Lins aos vereadores que agissem pela reprovação. Ribamar disse que contava com ao menos dez votos pela rejeição.


As contas podem tornar o político inelegível, como ocorreu com o deputado estadual Celso Giglio (PSDB).