Destaque 

Disputa política não é relevante para a população, diz Lins

Disputa política não é relevante para a população, diz Lins
Gestão} Prefeito evita embate com grupo

Enquanto tenta emplacar sua agenda de governo, o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN), tem evitado entrar no acirramento político de seu grupo e afirmou que estão 'indo na contramão' àqueles que decidiram fazer uma disputa partidária neste início de governo.


Sem citar o ex-prefeito Francisco Rossi (PR), que afirmou estar rompido com a gestão, Lins enfatizou que com os desafios que tem para administrar a cidade não há tempo para esse tipo de disputa. "Quem está preocupado com disputa política, eu tenho certeza que está indo na contramão dos anseios da população, não fico perdendo tempo com essas disputas".


O prefeito teve um início de governo em que trouxe adeptos de partidos rivais no passado recente da cidade e tem mantido o tom de buscar unificar as forças. Mas, naturalmente, a disputa por espaço dentro do governo prosseguiu.


"Eu não vou entrar em disputa partidária e política, mesmo porque não é relevante para a população, que não quer saber se é PT ou PSDB. Ela quer ver a saúde funcionar melhor, a cidade ser mais segura e ter mais qualidade na educação", enfatizou.


Apesar de Rossi ter anunciado o posicionamento contrário à administração, a secretária de Educação Ana Paula Rossi segue no governo. Lins evitou comentar o assunto. "Eu tenho tanta preocupação, tanta tarefa para executar, que não tenho tido tempo, estou 100% concentrado em fazer uma administração eficaz para a população".


Secretariado
Gestor minimiza duas quedas em quatro meses
Sobre o primeiro escalão, Rogério Lins (PTN) tem mantido uma avaliação positiva, mesmo após duas baixas neste começo de gestão. "Os nossos secretários têm se esforçado muito, apesar da dificuldade da herança. Não dá para resolver tudo em quatro meses", afirmou. Nas últimas semanas, o secretário de Indústria Comércio e Abastecimento, Alexandre Bussab, deixou o posto e Lins ainda irá definir o substituto. Na Comunicação, Emilia Cordeiro deu lugar a José Bento da Silva. "Todos estão se empenhando ao máximo. Todos são sujeitos ao erro, inclusive eu. Temos que estender o voto de confiança em todos eles e não tenho dúvida que todos vão dar bons resultados"