Destaque 

Mulheres já conseguiram se defender de estupradores, afirma vereador

Fernando-FrazoAgncia-Brasil

O vereador Antonivaldo Rios Gomes "Kascata" (PSB) apresentou na sessão desta terça-feira, 14, na Câmara Municipal de Barueri, uma indicação propondo ao Poder Executivo a criação de um programa de defesa pessoal para mulheres.

Vereador pediu ajuda da GCM e da primeira-dama para implantar o programa (FOTO: Câmara de Barueri/Divulgação)

Segundo o autor do documento, o objetivo é evitar casos de agressão. "Vemos a quantidade de notícias envolvendo violência contra às mulheres, por isso, temos condição de oferecer um programa com instruções para que as mulheres possam se defender", explica.

O parlamentar ressalta que o programa não tem intenção de colocar as mulheres em situação de risco. "Não queremos incentivar as mulheres a se colocarem em risco, mas sim, oferecer ferramentas para que elas possam se defender na hora certa. Já ficamos sabendo de casos que mulheres conseguiram, utilizando a defesa pessoal, se livrar de estupradores", completa.

SAIBA MAIS

A violência doméstica atinge na maioria dos casos as mulheres. Dados sobre este tipo de crime impressionam. Conforme levantamento da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), a cada dez feminicídios cometidos em 23 países da América Latina e Caribe em 2017, quatro ocorreram no Brasil. Naquele ano, ao menos 2.795 mulheres foram assassinadas na região. Desse total, 1.133 foram no Brasil.

O vereador pediu ajuda da primeira-dama, Sônia Furlan, para implantar o programa em Barueri. "Peço que a nossa Guarda Civil, juntamente, com a primeira-dama, Sônia Furlan, e a secretaria da Mulher desenvolvam essa ação, primeiramente, para as mulheres que são ou já foram vítimas de agressões, e depois, para todas as mulheres que precisam saber se defender desses verdadeiros assassinos", finaliza.