Destaque 

Justiça absolve André Sacco na Caça-Fantasma

André Sacco chegou a ser preso

​A juíza Ana Paula Achôa Mezher, da 2ª Vara Criminal de Osasco, absolveu o ex-vereador André Sacco (PSDB) da acusação de esquema fraudulento para a contratação de funcionários fantasmas na Câmara Municipal. O Ministério Público de São Paulo (MPSP) recorrerá da decisão.

"Ante o exposto, e por mais que consta nos autos, absolvo os réus André Sacco Júnior, Eliabe Vicente dos Santos, Tito Livio Caruso Bernardi, Rosemary Biazotti Mogari, Wesley Guaracy Morales Basso, e Wilson Pedroso das imputações que lhes foram feitas na denúncia ministerial com fundamentos no Artigo 386, VII, do Código do Processo Penal", decidiu a magistrada. 

Outros 13 acusados ainda não tiveram sentenças proferidas pela magistrada. 

Caça-Fantasma 

Desde que foi deflagrada, em agosto de 2015, a Operação Caça-Fantasmas investigou um esquema fraudulento para a contratação de funcionários fantasmas na Câmara Municipal de Osasco. O Ministério Público ofereceu denúncia contra 14 vereadores, de 11 partidos diferentes, e 205 assessores fantasmas pela prática dos crimes de organização criminosa e de estelionato, em estruturada organização criminosa voltada para a lesar os cofres públicos. Até o momento, identificou-se o desvio de R$ 21 mihões.

Veja também: