Sidebar Menu

​Franco anuncia fechamento dos comércios e suspende a realização de cultos e missas

​O prefeito enfatizou que os restaurantes devem funcionar apenas o serviço de delivery.

Foto: divulgação
Seguindo a mesma linha de outras cidades da região, o prefeito de Cotia, Rogério Franco (PSD) também publicou um decreto determinando o fechamento dos comércios até, a princípio, dia 5 de abril. Osasco, Santana de Parnaíba e Itapevi também publicaram medidas semelhantes. "Só podem funcionar os serviços que são essenciais como hospital, supermercados, padarias, postos de combustíveis, pet shops e revendedores de água", explica.

O prefeito enfatizou que os restaurantes devem funcionar apenas o serviço de delivery."Esses estabelecimentos podem funcionar apenas se for para fazer entrega. Precisamos dessas medidas para salvar a vida das pessoas", revela acrescentando que a GCM vai fiscalizar os comércios.

"Vamos atuar com pulso firme, não haverá privilégios para ninguém. A GCM estará na rua para orientar o fechamento e também para proteger os estabelecimentos que já estão cumprindo a determinação. É momento de união e de ficar em casa. Temos que nós unir para combater e proteger a nossa população", completa. 

Franco também revelou que o decreto estabelece a suspensão das missas e cultos. "Essa é uma medida necessária para evitar a aglomeração de pessoas. É importante que vocês acolham as orientações. Não estamos preocupados com as críticas, estamos preocupados em salvar vidas. Agora, é hora de ter bom-senso e sensibilidade", disse.

O chefe do executivo ainda disse que a equipe técnica está totalmente preparada para atender os pacientes com sintomas. Ele também falou sobre o Centro de Apoio a Síndromes Gripais. "Esses locais servem para auxiliar os pacientes que estão com os sintomas mais graves e encaminhar para os locais adequados para receber o suporte", garante frisando que o transporte coletivo terá a frota reduzida em 50%. "Essa medida vai garantir menos pessoas circulando pelas ruas", pondera.
Hoje, Cotia tem 165 casos notificados, 14 descartados e 2 casos confirmados. "Esses são números oficiais. Peço que não acreditem em fake news, só busquem informações em fontes confiáveis. Esse é um momento de união. Precisamos todos permanecer unidos na luta contra o coronavírus. Agora, é o momento de todo mundo cuidar da saúde",finaliza. .

Veja mais notícias sobre PolíticaMetrópole.

Veja também: