ENTREVISTA: “Lealdade é coisa de caráter, ou você tem ou não tem”, diz Rubens Furlan

Prefeito de Barueri falou dos investimentos programados em obras de combate às enchentes, Educação e Saúde, além do futuro político e eleição de 2024
Prefeito Rubens Furlan recebeu a reportagem do Giro em seu gabinete (Francisco Cepeda/Giro S/A)

No sábado (26), Barueri completa 73 anos. Para falar sobre investimentos e metas para os próximos anos, o prefeito Rubens Furlan (PSDB) recebeu em seu gabinete a reportagem do Giro S/A para conceder entrevista. No encontro, o político citou avanços, como as obras de combate às enchentes e o andamento do Hospital Regional. Furlan abordou ainda os investimentos em Educação e Mobilidade, bem como a sucessão em 2024.

Depois de dois anos do início da pandeia, Barueri completa 73 anos e os eventos começam a retomar. Quais as principais atividades fazem parte do calendário de aniversário da cidade?

Parece que estava no meu destino viver um momento tão triste da nossa população que a pandemia, como gestor da cidade. Foi difícil conviver com essa realidade, mas Deus foi generoso e nos deu a possibilidade de atender todas as pessoas que buscaram o nosso serviço médico e estamos gradualmente retomando a vida normal. Nesses primeiros passos, após a pandemia, acho importante festejar a vida, pois estivemos muito perto da morte. Temos um calendário enorme espalhado por toda a cidade. No dia 27, teremos um show como Zé Ramalho. Pretendíamos inaugurar a Praça das Artes, pois a cultura é fundamental na vida desses jovens que estão chegando. Lá não é só o teatro, serão 10 mil jovens fazendo cursos de teatro, violão e outras modalidades culturais. Então, Barueri fará que o jovem tenha oportunidade de no contraturno escolar, buscar uma vocação nas artes e nós vamos propiciar a possibilidade dos nossos jovens mostrarem suas aptidões artísticas. Ficará para o próximo mês, fazendo parte do calendário, a entrega do Centro Esportivo do Jardim Silveira, que também vai oferecer oficinas de esportes, com futebol, atletismo, artes marciais para jovens. Nosso objetivo é garantir que os alunos que tenham essa aptidão para artes e esportes possam estudar e no contraturno fazer as oficinas de cultura e esporte.

Quais os investimentos que ainda devem ser feitos na Educação de Barueri?

Quero que o ensino público de Barueri seja melhor do que a rede privada. Pode ser muita pretensão desse prefeito, mas estou aqui lutando e tenho certeza que vamos conseguir, pois peço muito a Deus, sou determinado e temos uma equipe que trabalha muito para chegarmos a isso e nós avançamos muito. Aqui em Barueri, nós queremos que o filho do trabalhador tenha as mesmas oportunidades do filho do trabalhador mais rico. Quando voltei para a Prefeitura em 2017, nós estávamos em uma péssima colocação no ranking do Ideb, hoje, após os investimentos que fizemos na educação e nos profissionais da rede, nós já estamos entre os 15 e tenho certeza, que na próxima avaliação que deve acontecer em 2023, nós estaremos entre os cinco melhores do Ideb.

O Hospital Regional foi uma grande conquista para a cidade e vai aliviar a rede municipal. Quando a obra será concluída?

A luta pelo hospital Regional é de 30 anos. Nós desejamos muito esta unidade. Barueri fica no centro geográfico da nossa região. Quando não conseguimos, construí o Hospital Francisco Moran, com um grande esforço e que tem um custo de R$ 14 milhões por mês, que hoje, funciona para atender a toda a região, pois quando lotam outras unidades muitas pessoas buscam atendimento em Barueri. Então, aproveitando a força política que o povo nos deu elegendo a Bruna Furlan como deputada federal, nós conseguimos fazer um acordo com o governo do estado. A prefeitura dava a área, o estado começava e pagava metade da obra e a prefeitura pagava a outra metade. Com isso, são R$ 125 milhões do estado e R$ 125 milhões da prefeitura. Tudo isso é para construir e equipar. Um hospital de alta complexidade com 404 leitos vai custar R$ 40 milhões por mês, e o governo do estado, no convênio que fizemos, assume todo o custeio. Essa será uma unidade com muita qualidade e nós vamos fazer funcionar, muito bem, todos os 404 leitos. Estamos trabalhando para antecipar e quem sabe em setembro, ter uma parte da obra já funcionando. O objetivo é concluir até o final deste ano a obra.

Quais os planos de investimentos para a Saúde?

Para a saúde, nós estamos fazendo a reorganização da entrega e distribuição de medicamentos, pois sabemos que as pessoas precisam, já que os medicamentos estão caros. Nós queremos melhorar a estrutura no Jardim Belval e investir nas UBS. Depois disso, será gestão. Por isso, digo aos secretários que estudem formas de gerir a saúde para que, de fato, as pessoas não tenham e não sintam falta de nada. Por isso, estamos reformando as UBS, pois queremos que nestas estruturas tenham o clínico geral para evitar que as pessoas se desloquem até o Sameb. Quero que nas UBS tenham médicos especializados para que a partir do atendimento na unidade básica, o paciente seja encaminhado para outras especialidades e dê sequência ao seu diagnóstico e tratamento.

Barueri é destaque em diversos índices, inclusive geração de emprego. Quais políticas para fazer com que cidade continue atraente aos empresários?

A cidade precisa ser atraente. Tem muitas pessoas que reclamam e dizem que só fazemos obras. Se todas as cidades pudessem fazer obras, se tornariam mais atraentes para empresas. Temos questões de mobilidade, então, temos que estar atentos nesta questão, não pode deixar a situação ficar insuportável, pois o empresário faz estudo. Então, quando o empresário faz a pesquisa, ele vê que temos uma fluidez no trânsito, que tem um índice de segurança alto e outros fatores que facilitam a vida das empresas. Temos investido em monitoramento. Nossa cidade é um Big Brother, investimentos muito em segurança. Os empresários olham tudo, até o comportamento político da cidade, pois é o patrimônio deles que estão colocando na cidade.

O senhor garante que vai acabar com as enchentes na cidade. Como está o andamento das obras de combate aos alagamentos?

No Tamboré a obra será concluída neste ano. Lá não temos problemas de trânsito, pois utilizam uma estrutura moderna. É uma obra espetacular e no ano que vem, não teremos mais enchentes naquele local. Também temos o piscinão que estamos fazendo na Vila Márcia que vai armazenar durante o momento mais crítico de chuva 350 milhões de litros de água. Essa obra está bastante avançada e para as chuvas desse ano, ela deve estar 80% concluída. Já a obra do Jardim Silveira, a obra será fechada, igual no Pacaembu. Em cima ficará o campo de futebol com grama sintética e na frente nós vamos fazer uma urbanização bem bonita. Essa obra, nós estamos esperando o repasse do governo do estado, que será de R$ 110 milhões. O estado ajudando com esse piscinão, farei outro na região da Arena Barueri para segurar a água que vem da região da Aldeia da Serra que entra com muita força em Barueri e transborda.

O senhor lutou muito pelas obras da rodovia Castello Branco. Quando as obras iniciam?

Essa é uma questão de adaptação do projeto. Osasco tem a reivindicação deles. Em Carapicuíba, o Marcos solicitou intervenções no trevo. Era para iniciar ainda no mês de março, mas ainda não vimos sinal, mas acredito que deve começar ainda no mês de abril. Com a eleição, o vice-governador Rodrigo Garcia deve assumir o cargo em abril. Todo mundo que passa por um governo quer deixar uma marca, então, acredito que essa obra deve começar em breve.

O Rubinho Furlan assumiu a coordenação regional do PSDB. Quais são os desafios do PSDB na região?

Quando vejo a Bruna de um lado e o Rubinho do outro nesta disposição e o meu outro filho Felipe, que esteve no evento do Rubinho, eu sinto que posso parar, pois eles não vão decepcionar o pai. Todos os meus filhos são corretos e honestos. Daqui três anos o mandato termina e ninguém vai sentir falta do pai, pois os filhos vão dar sequência. Vou terminar meu mandato com 72 anos. Quero terminar meu mandato em grande estilo, com o povo feliz comigo e fazendo tudo aquilo que o povo deseja que eu faça e que deixa o povo feliz e satisfaça as necessidades de saúde, educação e outros setores. Tenho energia para trabalhar muito para que isso aconteça e depois eu vou sair. Todo homem precisa saber a hora de parar, principalmente na vida pública, que é muito desgastante, para que a população não fique enfadada com a nossa imagem.

Quem será escolhido para ser seu sucessor em 2024?

Tenho tanta coisa para fazer nessa cidade. Vamos passar por essa eleição e depois, talvez no meio do ano que vem a gente comece a pensar na eleição. O Beto é uma pessoa leal, pois quando é leal comigo e leal com povo. Lealdade é coisa de caráter, ou você tem ou não tem. Gostaria que o Beto fosse o meu sucessor e vou pedir isso ao povo na hora certa.

Qual legado que o Furlan quer deixar para Barueri?

Quero que o povo lembre do Furlan como um gestor que teve um preocupação social muito grande e que não virou às costas para a população.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 03 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://girosa.com.br/