Destaque 

Em Barueri, vereador Jânio critica postura de Bolsonaro

Parlamentar também criticou ex-presidente Michel Temer - Foto: CMB

O vereador Jânio (MDB) fez duras críticas à família do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), na sessão desta quinta-feira, 7, na Câmara de Barueri. 

O parlamentar repudiou o vídeo postado, nas redes sociais, do presidente e disse que essa não é a postura que todos esperam de um chefe do Estado. 

Na terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo com imagens obscenas com pessoas que estavam em um bloco de carnaval em São Paulo. "Eu disse que ele não estava preparado para administrar o país. Já são 66 dias de governo e até agora nada feito em prol da população. Eu espero que esse governo não seja pior do que foi o do Fernando Collor. E ainda me posta essas imagens na internet. Essa não é a postura de um presidente", disse.

O parlamentar de Barueri também discordou da postura do filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). "Agora, temos que aguentar esse sujeito [Eduardo Bolsonaro]. É um doido varrido, um xarope que, infelizmente, a população elegeu como o mais votado. Um cara que defende a linha de trabalho dos americanos. Eles deviam mudar pra lá. Além disso, ainda tem o episódio como neto do Lula, a falta de respeito com a dor do próximo", completa.

Jânio ainda criticou o MDB, partido ao qual pertence. Segundo o parlamentar, o país perdeu o rumo na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB). "Houve erros nas gestões do PT, mas se perdeu totalmente o controle no governo do MDB, que infelizmente ainda sou filiado. Tudo começou com o Michel Temer, que é um traíra e uma pessoa que dedicou a vida a perseguir e tentar derrubar um ou outro do poder", dispara.

Para finalizar seu desabafo, Jânio também falou sobre o que deseja para o futuro. "Eu espero que a situação melhore, rezo para que Deus ajude esse governo, mas, vemos que é muito palhaço para pouca lona", finaliza.

NETO DO LULA

O presidente da Câmara de Barueri, vereador Fabião (PCdoB) também lamentou a forma como as redes sociais são utilizadas por alguns usuários. Ele falou dos comentários postados em relação ao neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morto em 2 de março, diagnosticado com meningite meningocócica. "Acabei vendo algumas postagens que me deixaram triste. Pessoas estavam comemorando a morte de uma criança. Essa criança não tem culpa dos erros cometidos pelo avô. Não concordo com nada que o Lula fez, ele não tem meu apoio, mas, festejar a morte de uma criança é terrível e nos faz pensar se não falta Deus na vida das pessoas", disse.

Veja também: