Destaque 

Desafio de prefeitos: cumprir promessas em meio à crise

Desafio de prefeitos: cumprir promessas em meio à crise

Neste domingo (2), os 1,56 milhão de eleitores da região oeste irão definir quem deve ser o prefeito a partir de 2017, que terá o desafio de melhorar os serviços de saúde, educação, segurança, transporte, entre outros. Mas, além disso, os vereadores terão a tarefa de cumprir as promessas de campanha em meio à crise econômica.
Neste ano, estão previstos em Barueri, Cotia, Itapevi, Osasco, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Pirapora do Bom Jesus e Jandira, que compõem o Cioeste (Consórcio Intermunicipal), mais de R$ 7,6 bilhões nos orçamentos.
Entretanto, a expectativa dos atuais mandatários é ficar longe da marca, o que pode se repetir no ano que vem. Em Osasco, por exemplo, a cidade estimou R$ 2,4 bilhões, mas não chegou aos R$ 2 bilhões​ em 2015. Barueri também tem expectativa de ficar abaixo dos R$ 2,3 bilhões.
Apesar do tamanho da arrecadação, os gastos com investimento giraram apenas em torno de 7% a 10% no ano passado. Boa parte das despesas é direcionada à manutenção do serviço e para pagar os servidores, em uma região com mais de 60 mil funcionários nas prefeituras.
A região oeste tem um PIB, soma de todas as riquezas, de R$ 132 bilhões, segundo os últimos dados do IBGE. No entanto, as cidades foram atingidas pelo momento do país. Neste ano, o saldo de empregos é de 24 mil postos de trabalho a menos nas oito cidades. Em 2015, já haviam sido fechadas 30 mil vagas, segundo o Ministério do Trabalho.​

Panorama

Barueri
Com o favoritismo de Rubens Furlan (PSDB) para governar em Barueri pela quinta vez, a cidade vota no domingo (2). Números: Cláudio Paes (Rede) 18; Néo Marques (PMN) 33; Rubens Furlan (PSDB) 45; Saulo Góes (PSOL), 50

Osasco
A cidade teve nove candidatos a prefeito no início, mas Willians Rafael (PMB) desistiu da disputa. Com isso seguem oito no páreo: Números: Celso Giglio (PSDB) 45; Cláudio PIteri (PPS) 23; Jorge Lapas (PDT) 12; Marcos Arruda (Rede) 18; Osvaldo Verginio (PEN) 51; Rogério Lins (PTN) 19; Solange Pall (PSOL) 50; Valmir Prascidelli (PT) 13;

Itapevi
Com uma campanha polarizada entre Igor Soares (PTN) e Ruth Banholzer (PTB), Itapevi define no domingo (2) quem comandará a cidade. Números: Alex da Mata (PSOL) 50; Carlos Fernando (Rede) 18; Igor Soares (PTN) 19; Ruth Banholzer (PTB) 14.

Parnaíba
Candidato à reeleição, Elvis Cezar (PSDB) enfrenta mais uma vez o ex-prefeito Silvinho Peccioli (DEM). Números: Agnaldo Moreno (PEN) 51; Elvis Cezar (PSDB) 45; Silvinho Peccioli (DEM) 25; Nunes (PMN) 33.

Carapicuíba
O deputado Marcos Neves (PV) é candidato a prefeito pela 3a vez, mas entra com as maiores chances em Carapicuíba. Ele recebeu 68 mil votos na cidade em 2014 e vê o PT, principal oponente no passado, enfraquecido. Números: Abraão Júnior (PSDB) 45; Luiz Teixeira (PPL) 54; Luciano Leite (PT) 13; Marcos Neves (PV) 43; Professora Sônia (PRB) 10; Ricardo Marcusso (PSOL) 50; Vanderlei Fernandes (Rede) 18.

Pirapora
A cidade de 20 mil habitantes definirá se terá o retorno de Raul Bueno (PTB) ou a continuidade do governo Gregório (PMDB). Números: Ademilson Marceneiro (PSOL) 50; Andrea Costa (PRTB) 28; Gregório (PMDB) 15; Neno (PDT) 12; Raul Bueno (PTB) 14; Trofino (PTN) 19.

Jandira
A cidade de Jandira é única que, independente do resultado, terá um estreante no comando da prefeitura em 2017. Números: Dr. Sato (PMDB) 15; Paulo Barufi (PTB) 14, Zezinho (PT) 13; Julinho (PDT) 12.