​Furtos e roubos de carga seguem em alta na região oeste da Grande SP

Roubo teve leve alta e crimes contra a vida apresentaram queda em cidades como Carapicuíba, Osasco, Barueri, Cotia, entre outras
Osasco soma pouco mais de 700 mil habitantes (Uelson Henkell/Giro S/A)

Os crimes de furtos outros, de veículos e roubo de cargas registraram alta somando as *12 cidades da região oeste da Grande SP, é o que aponta os dados criminais da Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgados nesta semana. Por outro lado, os roubos outros e os crimes contra a vida (homicídios, latrocínio-roubo seguido de morte e estupros) apresentaram leve queda.

Puxado por Cotia, Itapevi, Santana de Parnaíba, o roubo de carga foi o tipo de crime que mais cresceu nas cidades da região, saltando de 39 para 59 ocorrências (51,3%), em comparação com fevereiro do ano passado. Na sequência, aparece o furto de veículos indo 321 para 435 registros (35,5%).

No período, o temido crime de roubo seguido de morte, o latrocínio, não teve nenhum caso. O homicídio doloso, quando há a intenção de matar, reduziu 11,8%, caindo de 17 para 15 mortes nas cidades.O roubo outros teve levíssima queda de 8,4%, de 903 a 827.

Produtividade
O trabalho das polícias paulistas, em fevereiro, na Grande São Paulo, resultou em 1.905 prisões e na apreensão de 138 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 360 flagrantes por tráfico de drogas.

*Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.


Veja mais notícias sobre MetrópolePolícia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 03 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://girosa.com.br/