Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Osasco: muro desaba com queda de árvores e mata jovem

Logo Giro
Viaturas da equipe da Defesa Civil de Osasco (Reprodução / Facebook Defesa Civil)

À reportagem do GIRO, a Defesa Civil de Osasco informou que jovem de 21 anos passava pelo local, no Rochdale, quando foi atingido pelo muro

Na última sexta-feira, 3 de novembro, uma intensa tempestade com fortes rajadas de vento atingiu dezenas de cidades da Região Metropolitana de São Paulo e do interior, provocando a morte de sete pessoas, sendo uma delas em Osasco.

Um jovem de 21 anos, que não teve sua identidade revelada, foi atingido violentamente por um muro que desabou com a queda de duas árvores. À reportagem do GIRO, o Sr. Farias, da Defesa Civil de Osasco, afirmou que o rapaz estava passando pelo local, na Avenida Luís Rink, região do Rochdale, no momento em que o muro do Clube do Sargento desabou.

A equipe de salvamento constatou o óbito no local. Até o fechamento desta matéria, não obtivemos informações sobre o velório e sepultamento da vítima.

Equipamentos da Defesa Civil Osasco e região do bairro Rochdale, em Osasco
(Divulgação / Reprodução Facebook Defesa Civil / Secom PMO)

Impactos do temporal em Osasco e Barueri

Em Barueri e Osasco, municípios que ultrapassam 1 milhão de habitantes, há bairros que seguem com falta de energia elétrica e água. Ao GIRO, a Enel, empresa brasileira do ramo de energia elétrica controlada pelo grupo italiano Enel, enviou a seguinte nota:

A Enel Distribuição São Paulo informa que as fortes chuvas, acompanhadas de rajadas de vento de até 104km/h que atingiram a área de concessão na sexta-feira (3), provocaram quedas de árvores e galhos sobre a rede elétrica, danificando trechos inteiros da rede de distribuição em diversos pontos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados mais de 1.200 chamadas para quedas de árvores. A companhia reforçou as equipes em campo, nos canais de atendimento e no centro de controle, e está trabalhando de forma ininterrupta para normalizar o fornecimento de energia para todos. Informa ainda que as regiões mais afetadas foram as zona Sul e Oeste e está avaliando a extensão dos danos causados.

Devido a complexidade do reparo e a necessidade de reconstrução de trechos da rede, em alguns casos, o restabelecimento da energia será de forma gradual e, em alguns casos, pode levar mais tempo. A Enel orienta que os clientes que estejam sem luz priorizem os canais digitais da companhia por meio do app Enel São Paulo e pela agência virtual do site www.enel.com.br.

Equipes da Prefeitura de Osasco se mobilizam para a retirada de árvores que caíram na cidade
(Divulgação / Reprodução Instagram Prefeito Rogério Lins)

O que diz a Sabesp?

Acionada pela reportagem do GIRO, a Sabesp – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, responsável pela gestão e fornecimento de água potável e pelo tratamento de esgoto em diversas cidades paulistas, incluindo a Região Metropolitana de São Paulo, enviou a seguinte nota:

Em razão das fortes chuvas na tarde de sexta-feira, 3/11, a falta de energia paralisou instalações e estações elevatórias da empresa, afetando o nível dos reservatórios e, consequente, o abastecimento de água em diversas regiões. A Companhia está em constante contato com as concessionárias de energia
para restabelecer as instalações o mais breve possível, mas ainda não há previsão de regularização do fornecimento para todas as áreas.

A Empresa realiza manobras operacionais para amenizar a situação e caminhões-tanque para abastecer pontos mais críticos. É recomendável que os clientes priorizem o uso da água das caixas-d’água para higiene e alimentação até que o abastecimento esteja normalizado. Os imóveis residenciais que possuem caixa-d’água com reservação para no mínimo 24 horas de consumo, como determina o Decreto Estadual 12.342/78, devem sentir menos os efeitos no abastecimento. Casos de emergência serão atendidos pelo 0800 055 0195.

Defesa Civil de SP confirma 7ª morte provocada pela tempestade

Nesse domingo (5), as equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil confirmaram o sétimo óbito resultante da tempestade ocorrida na última sexta-feira (3). O trágico incidente ocorreu em Ilhabela, quando uma embarcação naufragou, e um dos tripulantes não conseguiu sobreviver. Dois outros ocupantes da embarcação foram resgatados e encaminhados para atendimento médico.

LEIA TAMBÉM: Enem 2023: Barueri e Osasco somam mais de 17 mil inscritos

Além dessa ocorrência, outras fatalidades foram registradas em decorrência do temporal em diferentes localidades: além da morte do jovem de 21 anos em Osasco, morreu uma pessoa em Limeira, atingida por um muro; outra em Santo André, vítima de destroços provenientes da queda de um prédio; uma em Suzano e duas na capital, todas devido a quedas de árvores.

A Defesa Civil também atendeu aproximadamente cem casos de desabamentos em todo o Estado de SP, envolvendo danos a muros, residências e destelhamentos de imóveis. As Defesas Civis estadual e municipais, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, responderam a mais de 2 mil chamados relacionados a ocorrências em 40 cidades.

Até o momento, não há previsão de novas tempestades ou vendavais nos próximos dias.

Jornalismo regional de qualidade

Há mais de 15 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Acompanhe o PodClaudia! no canal do GIRO no YouTube.

YouTube video

Receba nossas notícias em seu e-mail