Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Osasco é derrotado pelo Minas no primeiro jogo da semifinal da Superliga

Logo Giro
O Osasco precisa vencer na terça-feira para não se despedir da Superliga (Tks Sport / Carolina Oliveira Fotografia / Divulgação)

Time de vôlei perdeu em casa por 3 sets a 1 e agora precisa vencer o Gerdau Minas na próxima terça-feira (25), em Belo Horizonte, BH, para forçar a realização do terceiro confronto

O Osasco São Cristóvão Saúde foi superado pelo Gerdau Minas no primeiro duelo da semifinal da Superliga Feminina 2022/2023. Jogando no Ginásio José Liberatti, em Osasco, na noite de sexta-feira, feriado de Tiradentes, a equipe de Luizomar de Moura perdeu por 3 sets a 1, parciais de 25/19, 27/25, 16/25 e 26/24, e agora precisa devolver a derrota ao clube mineiro na terça-feira (25), em Belo Horizonte e forçar a realização do terceiro duelo, marcado para o dia 28, também no Liberatti.

As locais tiveram um começo ruim e o treinador osasquense precisou gastar seus dois tempos antes da metade da primeira parcial, quando sua equipe perdia por 1/5 e 4/10. Suas comandadas não desistiram, tentando corrigir problemas no passe e ataque.

Fabiana, no bloqueio, marcou no 15/20. Na sequência, a central atacou uma bola de china: 16/21. Adenízia, em duas bolas seguidas de xeque, fez 19/22 e colocou fogo no Liberatti. Apesar da luta em quadra e do apoio dos torcedores nas arquibancadas, o set inicial foi do Minas, que fechou em 25/19.

Tifanny, em um contra-ataque do fundo, colocou Osasco na frente (6/5), após um início de segundo set irregular das mandantes. Ligado no jogo e aumentando o nível da defesa, Mali Smarzek fez 11/9. O Minas encostou e o set ficou lá e cá.

Luizomar pediu tempo quando as mineiras abriram dois pontos (17/19). Fabiana bloqueou no 18/21 e atacou no 20/23. Tifanny desceu o braço para fazer 23/24, salvando o segundo set point. O empate veio com um erro das adversárias: 24/24. Porém, no final, a vitória novamente ficou do lado do Minas: 27/25.

Esperança no Liberatti com a vitória no terceiro set
O terceiro set começou com um ace de Drussyla. Quando as donas da casa abriram 6/2, foi a vez do Minas pedir tempo. Mali atacou para fazer 10/4. Na sequência, Tifanny conseguiu um ace: 11/4 e mais uma vez o adversário parou a partida. Drussyla explorou o bloqueio no 15/7. Um ace de Fabiana garantiu o 17/9. Com um bloqueio duplo de Adenízia e Drussyla, o placar chegou a 21/14. Smarzek marcou o set point: 24/16. A vitória veio com um bloqueio de Drussyla: 25/16.

Com grandes jogadas de Drussyla, Osasco fez 10/8 no início do quatro set. Em mais uma parcial equilibrada, ninguém conseguia deslanchar no placar. Luizomar parou o jogo quando o Minas fez 15/13. Um bloqueio de Fabiana deixou tudo igual: 15/15.

O treinador da casa pediu novo tempo no 17/19. Em um rali com grandes defesas, Tifanny atacou do fundo para empatar em 21/21. O clube paulista virou para 23/22 com um bloqueio de Fabiana. Mali fez o set point: 24/23. Porém, as mineiras aproveitaram melhoras chances e viraram para fechar em 26/24.

“Não tem nada perdido. Vamos nos unir ainda mais para buscar o resultado em Belo Horizonte, empatar a série e conquistar a vaga para a final aqui no Liberatti, diante da nossa torcida. Eu acredito”, disse a ponteira Drussyla.

A julgar pelo comportamento dos torcedores, que reconheceram o esforço e aplaudiram a equipe osasquense, elas também acreditam. “Vamos lutar até o fim. Erramos muito hoje e, ainda assim, conseguimos jogar de igual para igual. Vamos trabalhar muito até terça para reverter esse resultado”, completou Tifanny.

Receba nossas notícias em seu e-mail

Cookie policy
We use our own and third party cookies to allow us to understand how the site is used and to support our marketing campaigns.

Headline

Never Miss A Story

Get our Weekly recap with the latest news, articles and resources.