Brasil poderá ter acesso à estrutura militar dos Estados Unidos

trump-bolsonaro-FOTO-alan-santos-PR

Nessa quinta-feira (9), o presidente Donald Trump enviou uma nota ao Congresso americano para designar o Brasil como um aliado prioritário da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Isso significa que a relação bilateral entre os dois países se entende, especialmente, à estrutura militar norte-americana.

Os presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro durante encontro na Casa Branco, em março (FOTO: Isac Nóbrega/PR/Agência Brasil)

Ao passo que o Brasil se torna um dos Aliados Prioritários Extra-Otan, conforme a mensagem de Trump ao Congresso, o País passa a ter acesso, segundo a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, a tecnologias de defesa, acesso privilegiado à indústria de defesa dos EUA, aumento do intercâmbio militar, exercícios e treinamentos. 



Um dos pontos também destacados pela Embaixada dos Estados Unidos é o acesso especial que o Brasil terá ao financiamento de equipamentos militares, se for realmente incluído no grupo de aliados da Otan. 



Classificar um país como membro prioritário é uma maneira de aproximar os países de fora da América do Norte e Europa para alianças estratégicas e cooperação, como neste caso da Otan, a área de defesa. 

O apoio de Trump ao Brasil segue em "efeito dominó". O presidente norte-americano afirmou em março, durante encontro com o presidente Jair Bolsonaro, na Casa Branca, que apoia os esforços do Brasil para integrar a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Trump também afirmou que as negociações entre os dois países devem avançar nas áreas de segurança militar e do comércio.

Bolsonaro também tem apoio de Trump quando o assunto é transferir a embaixada brasileira de Jerusalem para Isarel, outro país aliado dos Estados Unidos e um dos 17 países do grupo de Aliados Prioritários Extra-Otan. 



Recentemente, os governos brasileiro e de Israel firmaram cinco acordos de cooperação nas áreas de defesa, serviços aéreos, prevenção e combate ao crime organizado, ciência e tecnologia e um memorando de entendimento em segurança cibernética. 

8 de Maio 2019

Ao Congresso dos Estados Unidos:

De acordo com a seção 517 da Lei de Assistência ao Exterior de 1961, conforme emendada (22 U.S.C. 2321k), estou informando minha intenção de designar o Brasil como um dos Aliados Prioritários Extra-OTAN.

Estou fazendo essa designação em reconhecimento aos recentes compromissos do governo do Brasil de aumentar a cooperação em defesa com os Estados Unidos e em reconhecimento ao nosso próprio interesse nacional de aprofundar nossa coordenação em defesa com o Brasil.

DONALD J. TRUMP
CASA BRANCA
8 de maio de 2019.

Entenda o que é a Otan

Uma organização militar formada por 29 países membros e foi criada 1949, em meio à Guerra Fria, definição histórica que representa os conflitos e disputa por poder político e militar entre Estados Unidos e a então União Soviética (entre 1945 e 1991). A sede da Otan fica nos Estados Unidos, mas em Bruxelas, capital da Bélgica.

Países membros da Otan

Albânia
, Bélgica, Bulgária, Canadá, 
Croácia, 
República Checa, Dinamarca, 
Estônia, 
Estados Unidos

França, Alemanha, 
Grécia, 
Hungria, Islândia, 
Itália, Letônia, 
Lituânia, 
Luxemburgo, Montenegro, 
Holanda

Noruega, 
Polônia, 
Portugal, 
Romênia, 
Eslováquia, 
Eslovênia, Espanha, 
Turquia, 
Reino Unido