Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Mercado em Osasco é fechado por vender carnes vencidas

Logo Giro
Ocorrência do açougue em Osasco foi encaminhado para o 7ºDP da cidade (Divulgação/Polícia Civil de SP)

No açougue do estabelecimento foram encontrados produtos vencidos e alimentos sem procedência. Vigilância Sanitária de Osasco foi acionada

A Polícia Civil fechou um mercado que vendia carnes impróprias para consumo, no Jardim Aliança, bairro da Zona Norte de Osasco. A ação ocorreu na tarde de segunda-feira (27), na avenida Presidente Médici. Uma mulher foi detida na ação.

Os agentes da Delegacia de Polícia de Investigações contra o Meio Ambiente (Diccma) foram ao local, por volta das 14h30, após o recebimento de denúncia anônima. Em posse das informações, a equipe se dirigiu ao comércio e foi recebida pela proprietária do comércio.

No interior do espaço, os oficiais encontraram produtos vencidos expostos à venda, alimentos sem procedência, sem data de validade ou fabricação, condicionados de maneira inadequada, fora da temperatura indicada pelo fabricante.

Além disso, foi possível verificar falta de higiene, presença de moscas, má manipulação dos produtos e a estrutura física do local, se encontrava deteriorada.

Mercado em Osasco é fechado pela Vigilância Sanitária

Com a constatação da veracidade da denúncia, os agentes acionaram a Vigilância Sanitária Municipal e a equipe de Perícias do Instituto de Criminalística de Barueri. O açougue foi fechado e lacrado por oficiais da Vigilância Sanitária, devido à precariedade das instalações.

Os técnicos irão emitir relatório apontando as irregularidades encontradas, bem como indicar a destruição dos alimentos irregulares.

Alimentos vencidos foram apreendidos e encaminhados à perícia (Divulgação/Polícia Civil)

Diante destes fatos, a dona do mercado foi presa em flagrante e encaminhada para o 7º Distrito Policial de Osasco, para a adoção das medidas de Polícia Judiciária pertinentes.

A acusada foi indiciada no artigo 7º, inciso IX da Lei 8.137/90, pelo crime contra relação de consumo. Segundo o regimento, a pena máxima neste tipo de delito é de detenção de dois a cinco anos.

Ainda segundo a Polícia Civil, foi arbitrada a fiança criminal na ordem de dois salários mínimos vigentes, que totalizam R$ 2.824 mil. Com o pagamento, a indiciada irá responder em liberdade. A Polícia Judiciária instaurou um procedimento que será investigado pela 4ª C.J. de Osasco.


Jornalismo regional de qualidade

Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail

Cookie policy
We use our own and third party cookies to allow us to understand how the site is used and to support our marketing campaigns.

Headline

Never Miss A Story

Get our Weekly recap with the latest news, articles and resources.