Logo Giro

Notícias

Search
Close this search box.
giro

EM ALTA: Barueri dominou a ocupação de galpões logísticos no mês de fevereiro

Logo Giro
Barueri é margeada pela rodovia Castello Branco (Uelson Henkell/Giro S/A)

Segundo informações da consultoria Cushman e Wakefield, o estado de SP registrou, no mês passado, cerca de 235 mil m² em novos empreendimentos, sendo 80% desses galpões localizados em Barueri

Não é de hoje que cidade de Barueri tem sido o destino de empresas que estão em busca de um local estratégico para estabelecer seus centros de distribuição. Afinal de contas, além de o município ser cortado pelas principais rodovias da Grande SP, outros fatores contribuem para que o local esteja no radar de marcas de pequeno, médio e grande porte. A proximidade com a capital paulista, bem como os aeroportos e toda a infraestrutura que a cidade oferece, incluindo os incentivos fiscais disponibilizado pela prefeitura e a mão de obra qualificada, podem explicar a liderança do município na procura por galpões logísticos no mês de fevereiro.

Segundo a consultoria Cushman e Wakefield, o segmento de galpões logísticos de alto padrão no Estado de São Paulo fechou fevereiro com 226 mil m² em absorção líquida — saldo entre as devoluções de espaços e as novas ocupações. Nessa conta, Barueri obteve o maior impulso, com 179 mil m² absorvidos no período, segundo reportagem da coluna Painel S.A., do jornal “Folha de S.Paulo”.

No mês de fevereiro, o Estado de SP registrou 235 mil m² em novos empreendimentos, sendo que praticamente 80% desses galpões estão localizados no município de Barueri. A título de comparação, a região do Grande ABC acrescentou 27 mil m² em novos espaços e a cidade de Sorocaba outros 22 mil m². A taxa de vacância no Estado de SP permaneceu estável em relação a janeiro e fechou abaixo dos 12%.

São Paulo e Minas Gerais lideram o ranking dos preços, onde cobra-se R$ 24 por metro quadrado. Em seguida está o estado da Bahia (R$ 23). Porém, apesar de estar no topo dos preços cobrados, Minas Gerais registrou absorção líquida negativa de 71 mil m², após a saída de uma empresa varejista na cidade de Betim, que ocupava um galpão de 62 mil m².

Mercado Livre, Amazon, Daki, entre outras
Líder para e-commerce e serviços financeiros na América Latina, o Mercado Livre, sediado em Osasco, foi uma das companhias que investiu em dois novos centros de distribuição (CDs) em Barueri. Araçariguama (SP) e o bairro de Perus, região norte de São Paulo, também foram contempladas com um CD cada.

Multinacional de comércio eletrônico, a Amazon também possui galpões logísticos no município. Recentemente, a empresa abriu vagas de emprego na unidade.

Outro exemplo é a startup de mercado 100% digital Daki. Foram investidos R$ 3 milhões no espaço e contratados 70 profissionais inicialmente.

*Com informações do jornal Folha de S.Paulo.

Receba nossas notícias em seu e-mail

Cookie policy
We use our own and third party cookies to allow us to understand how the site is used and to support our marketing campaigns.

Headline

Never Miss A Story

Get our Weekly recap with the latest news, articles and resources.