Destaque 

Walmart muda de nome e diversifica formatos

Rede passa a adotar nova marca e nome - Foto: Divulgação

O Walmart Brasil anunciou novidades em seu plano estratégico, o que inclui a mudança de nome da marca, incluindo a de seus hipermercados e supermercados. Após pouco mais de um ano da venda de 80% dos seus negócios ao fundo norte-americano Advent International, a empresa vai priorizar investimentos nos formatos cash & carry e clube de compras. Além das lojas do Walmart, a operação abrange as empresas Veraneio, WMS Brasil, Bompreço Supermercados e Bompreço Bahia.

Com investimento de mais de R$ 1,2 bilhão para modernização das lojas, a companhia passa a ser chamada de Big, com gestão 100% nacional. Um dos motivos da alteração de nome é o pagamento de royalties de 0,7% das vendas aos americanos donos da marca Walmart. A Sam's Club, por sua vez, será mantida e a empresa prevê a abertura de novas 10 lojas com essa bandeira. Uma delas será na zona oeste de São Paulo, onde funcionava um Walmart na avenida Gastão Vidigal, com previsão de inauguração em novembro.

O grupo também iniciou o projeto de ampliação do Maxxi Atacado, na busca de aumentar sua participação no atacarejo, com crescimento de 40% do sortimento. Serão 53 lojas, 10 delas convertidas do hipermercado.
Nas cidade da região Oeste, o antigo Walmart possuía lojas no Tamboré, Granja Viana e Osasco: todas passarão a se chamar Big, sendo a que loja de Osasco é a piloto do projeto. As mudanças, que incluem fechamento para reformas, seguem até junho de 2020.

Nas regiões sul e sudeste do país as lojas passarão a se chamar Big, enquanto no Nordeste todos os hipermercados serão Big Bompreço.

Veja também: