Crítica de Cinema: Vidro

Foto: Divulgação

Com Bruce Willis como David Dunn, pai de família que desenvolve força sobrehumana após sobreviver a um acidente de trem, e Samuel L. Jackson como Sr. Vidro, portador de uma doença óssea e que acredita que David é super-herói, Vidro mostra a genialidade de Shyamalan (que explodiu com Sexto Sentido) ao criar um universo de suspense que talvez nem tivesse tanta pretensão de acontecer.

A missão de David é capturar Kevin Crumb (James McAvoy) que usa suas facetas para sequestrar jovens e deixar que a Fera, seu alter ego mais perigoso, apareça. Os três são capturados e levados a um hospital psiquiátrico, supervisionados pela Drª. Ellie Staple (Sarah Paulson). O equilibro no enredo se encontra na descrença de Staple com esses humanos extraordinários e na aptidão de Sr. Vidro ao tentar provar que suas ideias e concepções de histórias em quadrinhos ambientadas na rotina pacata estão certas.

Confira a crítica completa no link: www.cineclick.com.br.