Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Cotia registra o maior índice de violência da região, diz Instituto Sou da Paz

Logo Giro
Na comparação com o 1º semestre de 2019, a cidade apresentou aumento no Índice de Exposição à Criminalidade Violenta, de 4,53 no ano passado para 4,91 este ano (Foto: Arquivo – Giro S/A)

No primeiro semestre deste ano, Cotia foi considerada a cidade da sub-região Oeste da Grande São Paulo com o maior Índice de Exposição à Criminalidade Violenta (IECV). O levantamento foi divulgado pelo Instituto Sou da Paz no último dia 17 de agosto com o ranking dos municípios mais violentos do estado acima de 50 mil habitantes.

A análise levou em conta o indicador de crimes letais de risco à vida, que engloba o número de homicídios e latrocínios (que é o roubo seguido de morte); além do crime contra a dignidade sexual, ou estupro; e dos crimes contra o patrimônio, que incluiu roubo no geral, roubo de carga e de veículo. Com a média desses três indícios, o instituto divulga o índice desde 2018.

Na região
Das 11 cidades que compõe o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste), ao menos nove aparecem no ranking elaborado pelo Instituto Sou da Paz (Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista)

Na lista do Índice de Exposição à Criminalidade Violenta deste ano, com 139 municípios, Cotia está na 22ª posição e lidera entre as nove cidades da Região Oeste. Entre os três indicadores que compõe a média, o número de casos de estupro, de janeiro a julho de 2020 foi o mais alto. Já o registro de homicídios, latrocínios e de crimes contra o patrimônio aparece na sequência.

Já Vargem Grande Paulista ficou na 72ª posição, o que a fez ser a menos violenta entre as nove cidades no primeiro semestre de 2020. No período, o município não registrou nenhum homicídio ou latrocínio, apenas roubos. No entanto, o número de estupros foi maior do que Cotia, que teve a pior classificação da região.

Confira abaixo, o posicionamento das cidades da Grande São Paulo, cobertas pelo Giro S/A, no ranking do Índice de Exposição à Criminalidade Violenta do primeiro semestre de 2020:

Receba nossas notícias em seu e-mail