Sidebar Menu

“Não é momento de politicagem”, diz Lins ao esclarecer suposta morte em Osasco

Morte de idoso por Covid-19 gera conflito de informações oficiais entre Prefeitura e Estado

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (Pode), usou as redes sociais para esclarecer as notícias envolvendo a morte de um idoso de 79 anos. Ontem, o governo do Estado informou que o paciente que não resistiu à infecção causada pelo novo coronavírus era morador de Osasco. Segundo o prefeito houve erro na informação. Ele explicou que o idoso mora em São Paulo e que o filho da vítima é morador de Osasco e segue em isolamento social. "Tivemos a triste notícia da morte de um senhor. No entanto, ele não é morador de Osasco e nem foi atendido na cidade. Ele foi atendido em uma rede particular e é morador de São Paulo. O filho dele é morador de Osasco e já está no isolamento social", explica.

Lins disse que existem pessoas que tem aproveitado o momento para fazer politicagem. "Esse é um combate técnico e social. Não é momento de politicagem e sim de união e concentração de esforços. Vamos trabalhar em prol das pessoas e recomendar o isolamento social. Aqui em Osasco, vamos continuar recomendando o isolamento social", completa ele, acrescentando que Osasco possui hoje 501 casos notificados, 90 casos descartados, 400 casos em investigação e 11 casos confirmados de Covid-19. "Esses são números desta terça-feira, 24. Até o final do dia teremos os novos números", completa.

Ainda na postagem, o prefeito falou sobre a higienização de locais públicos. As equipes percorrerão pontos, terminais e também o calçadão da rua Antônio Agu fazendo o trabalho de limpeza. "Essa é mais uma ação de proteção à nossa população. Iniciamos nessa terça-feira, 24, a limpeza desses locais. Além do caminhão também teremos as pessoas caminhando com uma espécie de mochila", pontua.

O prefeito também falou da ampliação de leitos para atender os pacientes com coronavírus. "Ontem visitamos o Hospital Antônio Giglio, que recebeu novos respiradores e monitores. Também será feito treinamento específico das equipes com infectologistas e epidemiologistas", explica Lins, acrescentando que também foi feita parceria com hotéis da cidade para atender pacientes de menor gravidade. "Assim que deixarem o quadro grave, eles serão encaminhados para os hotéis. Além disso, temos as estruturas montadas nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e nos PSs do Santo Antônio, Jardim D'Abril, ambos na Zona Sul, e Osmar Mesquita, na Zona Norte", finaliza

Veja mais notícias sobre Coronavírus.

Veja também: