Logo Giro
Search
Close this search box.
giro

Cioeste inaugura Casa de Passagem para vítimas de violência doméstica

Logo Giro
Presidente do Cioeste, Josué Ramos, destaca que Casa de Passagem vai retirar vítima da situação de risco (Divulgação/Cioeste)

Espaço servirá como refúgio de curta duração para que as mulheres permaneçam longe de seus agressores, diz Cioeste. Veja os detalhes

Um local seguro nas cidades que integram o *Cioeste para proteger as mulheres vítimas da violência doméstica. Este foi o objetivo da cerimônia realizada na manhã desta quarta-feira (20) para a inauguração da Casa de Passagem do Cioeste. O local, que não terá o endereço divulgado, servirá como refúgio para atender as mulheres que precisam de abrigo temporário, de curta duração, longe de seus agressores.

A decisão de implantar uma Casa de Passagem foi aprovada na Assembleia dos Prefeitos. Importante frisar que este não é o único recurso disponível para auxiliar as vítimas. As cidades que integram o Cioeste contam com uma Casa Abrigo, um espaço para longa permanência, criado há seis anos.

LEIA TAMBÉM: Cioeste: prefeito Danilo Joan é eleito presidente para 2024

Durante a inauguração, a coordenadora da Câmara Técnica (CT) de Gênero do Cioeste, Luciana Ribeiro relembrou o processo de criação da Casa de Passagem.

“São quase 11 anos de uma construção coletiva que envolveu muitas mulheres. Lembro de todas que passaram por aqui, como Sônia Rainho, por exemplo. Quero agradecer a cada uma dessas mulheres que colaboraram para que a Casa de Passagem seja uma realidade e possa salvar a vida de tantas mulheres. Tenho certeza de que 2024 será um ano próspero para o movimento social das mulheres, para a acessibilidade e para os direitos universais e fundamentais, para que a gente respeite realmente a dignidade da pessoa humana”, destacou a assistente social.

A vice-prefeita e secretária dos Direitos Humanos, Cidadania e da Mulher de Cotia, Ângela Maluf, também fez questão de ressaltar a importância da Casa de Passagem.

“Hoje nós só temos que agradecer por fazer parte do maior consórcio do Brasil. Lembro de como começamos, numa sala pequena e com uma mesa de café, na Secretaria da Mulher de Osasco, e olha onde nós chegamos. Hoje estamos aqui assinando esse termo de compromisso da Casa de Passagem, que é da maior importância para as mulheres da nossa região. Sou muito grata por fazer parte de tudo isso com vocês”, declarou.

Casa de Passagem do Cioeste

A implantação da Casa de Passagem é discutida há dez anos, ou seja, desde o início do Cioeste. No entanto, o projeto começou a sair do papel em fevereiro deste ano, quando a diretora da DRADS (Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social), órgão da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo, Ana Paula Souza Romeu, reuniu-se com as equipes da Câmara Técnica (CT) de Assistência Social e do Grupo de Trabalho (GT) de Gênero.

Na ocasião, Ana Paula falou sobre os encaminhamentos e prazos para a implantação da Casa de Passagem, e garantiu o investimento de 50% de contrapartida, por parte do Governo do Estado.

“Estou emocionada por fazer parte desse momento e por ter contribuído, de alguma forma, com a viabilização desse projeto. Agradeço muito a oportunidade de conseguir fazer essa parceria e de estar com vocês, em nome do secretário de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Júnior. Valeu todo esforço e, com certeza, a região ganha mais um serviço de proteção para a mulher, ampliando essa rede protetiva”, destacou Ana Paula.

Cioeste: Casa de Passagem garante integridade das vítimas

Durante a inauguração, o presidente do Cioeste e prefeito de Vargem Grande Paulista, Josué Ramos (PL), destacou o momento como um marco na construção de um legado para garantir a proteção à mulher.

“É preciso destacar que a Casa de Passagem é um local de acolhimento em situações emergenciais, seja por uma noite ou um fim de semana. Isso é fundamental para garantir a integridade dessas mulheres”.

A presidente do Instituto Cecília Meireles, Eliete Ferreira Valentim, parabenizou o Cioeste por viabilizar a Casa de Passagem.

“Nós já trabalhamos juntos com a Casa Abrigo, e sabemos do cuidado desse consórcio com as mulheres, respeitando essa luta que é uma luta muito forte e importante. Estou certa de que faremos um trabalho com muita excelência e com muito carinho”, finalizou.

Jornalismo regional de qualidade
Há mais de 16 anos, o GIRO noticia os acontecimentos mais importantes nos 12 municípios que compõem o consórcio *Cioeste. Essas cidades estão localizadas na Região Metropolitana da Grande São Paulo e possuem uma população que ultrapassa os 2,5 milhões de habitantes.    

Siga o perfil do jornal no Instagram e acompanhe outros conteúdos.

*Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, São Roque e Vargem Grande Paulista.

Receba nossas notícias em seu e-mail