Zona azul retorna após quatro meses

Foto: Divulgação

A venda e fiscalização do Zona Azul voltou a funcionar nas vias de Barueri no dia 16. A cobrança ficou parada desde junho. Segundo o Demutran, isso ocorreu porque a licitação para implantação da Zona Azul com APP e parquímetro em andamento não foi concluída em maio e o lote de talões existente havia acabado. O contrato foi firmado em 13/9.

A cidade tem 431 vagas de estacionamento regulamentadas com o sistema rotativo no bairro Alphaville e 120 vagas em frente ao Ganha Tempo.

O cartão sai por R$ 2 a hora, sendo que é permitido apenas 2 horas de permanência (dois cartões). A prefeitura não divulgou o prejuízo, mas se contar a quantidade de vagas e o período de uso, os cofres da cidade deixaram de arrecadar mais de R$ 1 milhão com a venda dos cartões de zona azul. Fora as multas. Em 2018, de janeiro a agosto, foram aplicadas 1.261 autuações. Em 2017, de janeiro a dezembro, 3.267 multas. O valor é de R$ 195,23 cada.

Veja também: