“Cinturão verde” formado por parques se concentra em poucas cidades na região

Parque Chico Mendes, em Osasco, é um dos mais visitados e chama atenção pela sua localização no bairro do City Bussocaba (Foto: Rômulo Fasanaro Filho/PMO)

Em meio à crescente retomada do mercado imobiliário, momento em que centenas de pessoas mudam de endereço e saem da cidade de São Paulo para a região, parques públicos existentes em cidades como Osasco e Cotia chamam a atenção pelo fato de que alguns deles ainda são relíquias para se descobrir.

O Parque Tereza Maia, na Granja Viana, em Cotia, é um exemplo de área verde pouco explorada. É quase restrito, embora seja aberto ao público. Nas proximidades há ainda o Cemucam, mais conhecido e visitado. Há ainda o Viveiro de Mudas Nativas da Mata Atlântica, aberto apenas para a retirada ou entrega de mudas.

Já em Osasco, uma das áreas de maior destaque é o Parque Chico Mendes, cravado entre prédios e residências do bairro City Bussocaba, zona sul da cidade.

Entre os 13 parques da cidade, estão o Parque da Fito, no Jardim das Flores, e ainda o Parque Ecológico Ana Luiza Moura Freitas, no Jardim Piratininga, o Borboletário. Menor, mas muito agradável, ele é uma das opções pouco conhecidas na região.

Já em Barueri, a cidade conta com dois parques. O primeiro deles é o Parque Ecológico do Tietê, em Alphaville, uma área de 1 milhão de metros quadrados que recebe cerca de 20 mil visitas por mês. O segundo parque da cidade é o Parque Municipal Dom José, na Vila Porto. 

Veja também: