Destaque 

Na região, 65% das motos são roubadas em Osasco

Na região, 65% das motos são roubadas em Osasco

Osasco está entre as dez cidades do estado com o maior número de roubos de motocicleta, no mês de março deste ano, de acordo com levantamento feito em parceria pela Fecap (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado) e a empresa de rastreamento Tracker, com base em dados da Secretaria da Segurança Pública do Estado. O município aparece em segundo lugar no ranking, com 77 ocorrências; atrás somente da capital (568).


Osasco tem a maior frota de motocicletas da região, com 59.999, segundo o Departamento Nacional de Trânsito Denatran, referente a abril de 2017. Na sequência, em número de roubos, aparecem as cidades de Cotia (11), Itapevi (7) e Barueri (6). Santana de Parnaíba não anotou casos. No primeiro trimestre deste ano, foram contabilizados 233 roubos no total nos municípios citados. Destas ocorrências, 152 foram em Osasco, ou seja 65,23% do total.


De acordo com o estudo, as motos mais roubadas são as de baixa cilindradas, com 125 e 150. Para o Coordenador do Núcleo de Pesquisa de Conjuntura Econômica na FECAP, Erivaldo Vieira Costa, os custos são relativamente baixos para os que praticam o roubo e furto. "A maioria das punições é enquadrada como crime considerado brando, assim as penas deveriam ser de um ano a 4 anos de reclusão, mas na imensa maioria o que ocorre é o pagamento de fiança, cestas básicas, por exemplo", disse.