Furtos de celulares registram alta de 21% no 1º trimestre

Santana de Parnaíba e Cotia foram as cidades com maior alta de furtos na região

Nos três primeiros meses de 2019 os casos de furtos de celular (quando a vítima não sabe e não vê o acontecimento) cresceram 21,1% comparado com o mesmo período do ano passado. Em 2018, foram registrados nas sete cidades da região 1.011 ocorrências contra 1.224 este ano.

Já os roubos do aparelho, quando a vítima vê o criminoso e há violência ou ameaça, tiveram redução de 18,9% no mesmo período. No mesmo momento do ano passado, foram anotadas 3.675 ocorrências versus 2.980 este ano.

O CEO e co-fundador da 88i, plataforma digital de seguro e proteção, Rodrigo Ventura, orienta que a prevenção é a melhor forma de proteção ao smartphone. "Não deixe o seu celular exposto, como num bolso com parte dele aparecendo. Evite ficar falando ao telefone em áreas muito lotadas de pessoas, você provavelmente está sendo observado como possível vítima de um assalto", sugere Ventura.

Veja também: