Destaque 

Drama terá caminhada sobre a água em Parnaíba

Os “drameiros”, como os atores costumam falar, estão com os ensaios a pleno vapor - Foto: Edivaldo Santana/Giro S/A

Todo ano o Drama da Paixão apresenta passagens bíblicas e alguns cenários diferentes. "Sempre é um desafio contar a mesma história de maneira diferente", afirma, emocionado, o diretor Edimilson Andrade, que há 26 anos (dois em Pirapora do Bom Jesus) realiza o espetáculo.

Uma das inovações, e surpresas de 2019, é a caminhada de Jesus Cristo sobre as águas. "Teremos como cenário o Mar da Galileia. Será contada a história de quando o apóstolo Pedro, na época ainda Simão, não conseguia pescar nenhum peixe, e Deus ordenou que ele e outras pessoas seguissem de barco até o mar. E o milagre acontece: eles pescam muitos peixes", explica Andrade.

A passagem bíblica do espetáculo desse ano será A Epopeia de Gideão, o simples camponês escolhido por deus para libertar o povo de Israel dos midianitas. Cerca de 300 homens lutarão contra 5 mil, vencendo-os. O teatro contará com cerca de 80 atores e 400 figurantes, a maior parte de Santana de Parnaíba. "Na trilha sonora, músicas de filmes épicos, como Rei dos Reis, Spartacus e Ben-Hur, orquestradas para o espetáculo", destaca o diretor.

Sinnayder Barcelos faz o papel de Jesus Cristo há 10 anos seguidos. "Quando começa, peço em oração que Deus faça com que Jesus apareça em mim. Nesse momento não é o ator e homem que precisa aparecer", conta, emocionado. Barcelos diz que uma das partes mais fortes é a da arquibancada, o contato com o público.

"Uma vez um pai com uma criança no colo pegou na minha mão e, com os olhos, demonstrou que pedia para eu abençoá-la. O espetáculo renova a fé das pessoas", ressalta ele, que começou a integrar o Drama da Paixão de Parnaíba por causa de uma namorada, que acabou não ficando.

Suely Marassi de Aguiar, que faz o papel de Maria, diz que não pretende se afastar da família de "drameiros", como é chamado o elenco. "Quando o Edimilson disse que eu seria a mãe de Jesus, caí no pranto", afirma Suely. Cada cena é uma emoção. "Quando estou aos pés da cruz minha voz desafina como a voz de uma mãe desesperada", conta ela.

Outra integrante, Ginna Kremm, fará a samaritana esse ano. "Todos os papéis são emocionantes, com gostinho de quero mais", afirma Ginna.

A entrada é gratuita.

Serviço

Drama da Paixão

Dias: 18, 19 e 20 de abril

Horário: 20h30

Local do evento: Barragem Edgard de Souza

Estrada dos Romeiros, km 40, portão 2

Veja também: